Pular para o conteúdo

Projetos

O Sobrado Centro Cultural é a soma dos desejos de transformar o casarão que fica na esquina da Rua Floriano Peixoto com a Ernesto Becker, em Santa Maria, em um espaço voltado para a arte e a cultura com ênfase no audiovisual.

 

Narrativas é um projeto pensado e elaborado para promover diálogo e formações no campo do audiovisual, buscando interface com diferentes áreas de conhecimento, envolvendo cultura, artes, comunicação, educação e meio ambiente. Desde 2016, realiza colóquios com entrada gratuita, trazendo nomes de referência no cenário nacional para compartilhar suas experiências e leituras sobre o mundo. Além dos colóquios, também são oferecidos workshops de formação, para fomentar de forma continuada a capacitação de profissionais e estudantes da região e, principalmente, a produção santa-mariense.

Por onde passa a memória da cidade é uma iniciativa que nasceu da necessidade de documentar a memória de Santa Maria. O projeto consiste na recuperação e na valorização do patrimônio material e imaterial da cidade e compreende reportagens e documentários que proporcionam uma reflexão incomum à população, na medida em que a faz reconhecer-se em sua rua, em seu bairro, em sua comunidade como construtora de sua própria realidade, seja ela urbana ou rural.

O Cronicaria iniciou a partir de um financiamento coletivo via plataforma do catarse.me. Foram 32 crônicas publicadas entre 16 de agosto e 18 de novembro de 2017, com o custo de R$8.390 (equivalente a 69% do valor previsto na meta, que era de R$12 mil com publicações até final de dezembro) , financiado por 126 pessoas. Depois de circular no meio digital, ele virou um livro impresso lançado na Feira do Livro de Santa Maria e, posteriormente, teve uma versão falada.

Poeira é um curta de ficção com direção de Paulo Tavares e roteiro produzido em parceria com mais duas colegas, Olívia Janot e Alice Alfinito, quando estavam no curso de direção e de montagem cinematográfica na Escola Darcy Ribeiro, no Rio de Janeiro. A pesquisa para a história iniciou, quando Tavares conheceu um cemitério em ruínas, com lápides entalhadas, em meio a um campo em Toropi. O curta foi rodado próximo ao local de onde se originou a ideia, na localidade de Santo Inácio.

O filme conta a história de Ernesto (Joel Cambraia), o último artesão de lápides da região, que depois de dedicar-se anos ao seu ofício solitário, revive a esperança de perpetuar a profissão com o novo ajudante, o aprendiz José (Victor Dutra).

O Ponto de Cultura Espelho da Comunidade existe desde 2005 e foi aprovado no primeiro edital do programa Cultura Viva desenvolvido pelo Ministério da Cultura. Em 2009, através de um novo convênio com o Ministério da Cultura, o Pontão de Cultura, com o projeto FOCU – Fomento Cultural, começou suas atividades na região sul do país, com oficinas de vídeo, roteiro, direção, edição em software livre e direção de fotografia. A TV OVO e o Ponto de Cultura Espelho da Comunidade mantêm relação com diversas entidades e instituições de ensino, com o poder público e com a sociedade. Atualmente o recebe o nome Ponto de Cultura TV OVO.

Pensado por muitas cabeças, o Pontão Fomento Cultural – Focu, nasceu dessa necessidade, com o objetivo de construir uma rede, alavancar a produção audiovisual da região sul país e estimular a articulação dos pontos de cultura. Apresentado pela Oficina de Vídeo TV OVO, o pontão inicia o trabalho focado no ponto fundamental: a formação.

Em 2014, a TV OVO integra  a rede de Pontos de Memória, que é impulsionada pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Entre as atividades do Ponto de Memória TV OVO estão sessões cineclubistas e debates em comunidades rurais da região. Na tela, os vídeos retratam o patrimônio cultural da cidade e a memória das pessoas que moram ou passam por Santa Maria. Durante 2014 foram realizadas  sessões em seis localidades rurais de Santa Maria: Arroio Grande, Arroio do Só, Passo do Verde, Boca do Monte, Palma e Santa Flora.

O Programa TV OVO no Ônibus é um projeto da TV OVO que existiu de 2001 a 2013. Ele consistia na produção de um programa televisivo mensal de 30 minutos, sendo veiculado em cinco ônibus de transporte coletivo de Santa Maria. Composto por quadros temáticos, o programa apresentava reportagens de enfoque comunitário que traziam e aliavam informação, cultura e entretenimento.

ASSINE!

e receba a Newsletter no seu e-mail

Assine nossa Newsletter
Para receber mensalmente nossa Newsletter