Notícias

Próximo colóquio, Identidades no Audiovisual, será dia 21/11


Se você acompanha nossos debates a respeito de audiovisual com convidados de fora, anota mais um na agenda. E se não está por dentro, talvez você se interesse por esse. Dia 21 de novembro, quinta-feira, vamos trazer a documentarista, roteirista e diretora Marcia Paraiso para debater Identidades no Audiovisual, pelo projeto Narrativas em Movimento, financiado pela LIC/SM.

O encontro será na Cesma, às 20h. Antes, às 18h, exibiremos o filme Lua em Sagitário (2016), dirigido por Marcia. O longa conta a história de Ana, uma jovem de 17 anos que vive em uma cidade fronteiriça entre o Brasil e a Argentina. Seu único refúgio é visitar a lanhouse conhecida como “A Caverna”. É lá que, certo dia, conhece Murilo. Começa então um amor proibido que a faz fugir na aventura de cruzar o estado de moto para participar de um festival musical.  Lua em Sagitário aborda preconceitos e luta de classe a partir da perspectiva juvenil.

Ainda, para completar a discussão, o Cineclube da Boca irá exibir outros dois filmes de Marcia nos dias 07 e 17, no prédio 67 da UFSM.

Terra cabocla (2015)

Passados cem anos de uma guerra de extermínio da população tradicional da região do Planalto Catarinense – a Guerra do Contestado – a beleza, a intensidade e a fé que se traduz na força de resistência cultural do povo Caboclo, o representante original da população de Santa Catarina. Uma história real que não vai além dos 2 parágrafos nos livros didáticos e que continua e permanece silenciada passado um século de genocídio.

A Maravilha do Século (2019)

O filme percorre os caminhos do italiano João Maria de Agostini, monge também conhecido por São João Maria, que passou por Santa Maria e que peregrinou pelas Américas pregando mensagens de religiosidade, respeito ao meio ambiente e luta pela terra.

Sobre Marcia Paraiso

É documentarista, roteirista e diretora, atuando há 25 anos no audiovisual. Sócia fundadora da produtora Plural Filmes, dirigiu e roteirizou o longa de ficção Lua em Sagitário – vencedor do premio Ibermedia e realizado em coprodução com a Argentina. Co-dirigiu a série “Submerso”- inédita, com previsão de estreia em novembro na Paramount Channel (13 episódios, 1 hora) – também uma coprodução com a Argentina, e os longas documentários Terra Cabocla (2015 ), A maravilha do século (2019) e Sobre sonhos e liberdade (em finalização – uma coprodução com Portugal). Foi também diretora das séries Invenções da Alma – duas temporadas (Canal Arte 1) e Visceral Brasil, as veias abertas da música – duas temporadas (TVs públicas e Canal Curta). Mãe de Joana e Maria, vive há 17 anos em Florianópolis, Santa Catarina.