Notícias

Escolas da Urlândia, Renascença e de São Valentim são a próxima parada de oficinas


Ideias e sentimentos traduzidos em ângulos, cores, luz e sombra, ruídos, vozes, cortes, se misturam com realidades e contextos sociais nos próximos meses como potência de expressão cultural, artística e social. Estamos falando do projeto Olhares da Comunidade, que percorrerá três escolas municipais com o desafio de trabalhar a formação audiovisual. Nesta semana visitamos as escolas Reverendo Alfredo Winderlich, no bairro Urlândia, e a escola José Paim de Oliveira, no distrito de São Valentim, para iniciar a produção das oficinas audiovisuais. Ainda, na semana que vem, iremos até a escola Sérgio Lopes, localizada no bairro Renascença.

A proposta é de trabalhar com grupos de 20 estudantes do oitavo e nono ano para exercitar o olhar e a criatividade para a produção audiovisual, estimular a interação e promover a reflexão sobre si mesmo e sobre a relação dos estudantes com a comunidade em que vivem. As oficinas estão programadas para os meses de abril, maio e junho que terá como resultado duas vídeo cartas por escola endereçadas para alguém da escolha deles que tragam reflexões sobre o contexto desses jovens.

Ao fim das 12h de oficina, uma segunda etapa será realizada em nossa sede com 20 estudantes da primeira etapa que queiram aprofundar os conhecimentos em audiovisual. A última ação do projeto prevê  uma sessão de cinema em cada escola para que os novos  realizadores audiovisuais possam apresentar suas produções para a comunidade escolar. O Olhares da Comunidade tem o financiamento da lei de incentivo à cultura de Santa Maria (LIC/SM).

Por Tayná Lopes

Após um dia de chuva, estudantes da escola José Paim de Oliveira, em São Valentim, trocavam passes quando chegamos na escola para conversar sobre as oficinas. Foto: Neli Mombelli


TV OVO realiza oficinas no noroeste do Estado


Durante os dias 23, 24 e 25 de agosto, integraremos a equipe da Mostra Cultural Olhares, uma maratona de três dias com muitas intervenções artísticas e culturais em três cidades da região noroeste do Rio Grande do Sul.

Três de Maio, Independência e Alegria terão sessões de cinema e oficinas de audiovisual comunitário com dispositivos móveis. Os participantes vão poder discutir sobre comunicação comunitária, narrativas audiovisuais e produzir um vídeo durante as atividades da Mostra.

O intuito da Mostra Cultural Olhares é levar para locais distantes da capital e das regiões mais movimentadas culturalmente manifestações artísticas e estimular iniciativas culturais. Na agenda ainda estão incluídas oficinas de teatro, dança, música na educação, contações de histórias e shows musicais. O programação completa pode ser encontrada aqui. Todas as atividades são gratuitas.

O financiamento da Mostra Cultural é do Fundo de Apoio à Cultura FAC RS – Edital Pró-Cultura RS FAC Regional. A realização está a cargo de De Copetti Produções.

 

Por Pedro Lenz Piegas

oficina3

 


Esta semana é de 2º Festival Nacional de Cinema Estudantil em Santa Maria


O cinema estudantil tem encontro marcado nesta semana, pois ocorre o 2º Festival Nacional de Cinema Estudantil em Santa Maria, o Cinest. De quarta até sexta-feira (dias 8, 9 e 10) a Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria (Cesma) recebe a programação do Cinest, com mostras audiovisuais e oficinas.

O Cinest tem como objetivo a exibição de curtas-metragens produzidos nas escolas do país. Além de curtas locais e estaduais, o evento conta com produções de São Paulo, Fortaleza e Rio de Janeiro neste ano.

10151856_740575222662693_4692444512963871404_n