Notícias

Rumos de cultura


O Itaú Cultural esta lançando um novo programa Rumos com três editais: Cinema e Vídeo, Dança e Moda e Design. O Rumos Itaú Cultural foi criado em 1997 para divulgar projetos artísticos e culturais através de editais públicos. Já foram mais de 24 mil projetos inscritos e 990 projetos apoiados em Arte Cibernética, Artes Visuais, Cinema e Vídeo, Dança, Teatro, Educação, Jornalismo Cultural, Literatura, Música e Pesquisa Acadêmica.

Vai perder a oportunidade?


Inscreva-se!


Arrombamento no Sobrado infelizmente começou cedo


Apenas um dia depois do evento de lançamento da produção de documentários da TV OVO, o Sobrado foi alvo de furto e vandalismo.

Arrombando a porta da frente, o ladrão, ou os ladrões, teve (tiveram) acesso ao quarto do funcionário do Sobrado. Eclair é responsável por pequenas manuntenções no local e mora lá especialmente para “marcar presença” e movimentar o espaço de noite.

No horário do roubo, Eclair não estava no local.

Felizmente foram furtados apenas objetos pequenos, a maioria do próprio funcionário do Sobrado que trabalha já há dois anos no local. Ele foi funcionário do Marcelo Canellas até a TV OVO assumir a administração do sobrado.

É uma pena. Serve de aviso para nós.

Segurança é fundamental!!!!!! Vamos ter uma longa história de trabalho cultural no Sobrado. Esperamos que episódios como este nunca mais aconteçam.


Sobrado como Centro Cultural



Anoitecia em Santa Maria. Os preparativos para o lançamento dos documentários da TV OVO agitavam o casarão da esquina das ruas Floriano Peixoto e Ernesto Beck. O público estava ansioso para visitar os escombros do Sobrado, antigo casarão construído em 1916, na época dourada da viação férrea na cidade.

A trupe Saca-rolhas preparou uma intervenção artística que remeteu aos anos em que o casarão tinha teto, janelas e portas. Enquanto um grupo circulava pelo Sobrado e participava da atividade, outro aguardava no pátio ao lado. Os atores perguntavam aos participantes:

– Alguém lembra do Sobrado? Existiam cinco sacadas: uma, duas, três, quatro, cinco! Você já esqueceu do Sobrado?

A intenção da intervenção foi preparar o terreno para o lançamento documentários, que têm tudo a ver com as memórias de diversos bairros de Santa Maria. No momento em que se fala sobre o passado, não é objetivo do projeto tentar contá-lo da maneira como ocorreu, mas sim se pretende mostrar a relação do presente, dos moradores, com esse passado histórico.

Após a atividade cênica, todos foram convidados a conhecer o galpão (sim, o mesmo do Teto para TV OVO!). Lá, para a surpresa e alegria das crianças presentes, havia um pipoqueiro. Seu Aldino* fez pipocas durante toda a noite, garantindo uma ótima sessão de filmes.

Foram apresentadas seis produções realizadas ao longo de 2011 pelo projeto ”Por onde passa a memória da cidade”, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura. Foram exibidos dois documentários, ”Qu4tro mistérios do Rosário” e ”Nos trilhos do Itararé”, além de 4 mini-documentários da série ”No meu tempo”, que busca valorizar a história de vida de pessoas que tenham relação com Santa Maria.

Embora as reformas estejam ainda no início, o espaço foi ocupado e a atividade deu início ao Sobrado como Centro Cultural.

Que vocês acharam?

*Quem quiser contratar o pipoqueiro Aldino, os telefones para contato são 84188707 e 32121483.

Fotos: Júlia Schnorr


Curso para músicos


A Incubadora Cultural Odomode desenvolve há anos atividades na grande Porto Alegre através de cursos, oficinas e produções artísticas.

O curso de Empreendedor Musical Criativo começa dia 2 de abril e é voltada para artistas musicais.


Sábado de festa no Feirão Colonial


Há 20 anos, o projeto Esperança/Coopeesperança lançou o Feirão Colonial, iniciativa que articula pequenos agricultores, além de outros empreendimentos através da economia solidária. Os objetivos são vários, como disponibilizar produtos de qualidade, como alimentos agroecológicos provindos da agricultura familiar, e resultados de trabalho do cooperativismo que geram renda para os grupos organizados de Santa Maria e região.

Para comemorar as duas décadas de Feirão Colonial, foi elaborada uma programação especial. As atividades ocorrem no Centro de Referência de Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, no próximo sábado, dia 31 de março.

Programação:

Ø  7h às 11h30min. – Comercialização Direta

Ø  8 horas

– Acolhida

– Mística do Levante Popular da Juventude

Ø  8h30min

– Ato Oficial Comemorativo dos 20 anos do Feirão Colonial

– Contextualização do Histórico dos 20 anos do Feirão Colonial

– Lançamento da Revista dos 20 anos do Feirão Colonial

– Pronunciamentos diversos (Autoridades, Empreendimentos, Entidades e Setores

Públicos)

– Entrega de materiais (20 Gôndolas e 16 Balanças) do MDA (Ministério do

Desenvolvimento Agrário) e da CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento).

– Presença do Núcleo Técnico e Núcleo Dirigente do Território de Cidadania e

representantes da Coordenadoria Regional de Agricultura, Pesca e Cooperativismo.

– Atividades Culturais

– Café Colonial com os Produtos do Feirão Colonial.

– Entrega de mudas de árvores Nativas, cortesia da FEPAGRO/SM e sorteio de sacolas

retornáveis.

– Confraternização, Festejos Populares e visitação ao Feirão Colonial.

Com informações da assessoria do projeto Esperança/Cooesperança.


Cinema gaúcho


Começa hoje em Porto Alegre e em diversos cineclubes do interior do estado a Semana do Cinema Gaúcho. O Dia do Cinema Gaúcho é comemorado no dia 27 de março, uma referência à primeira exibição do filme ”O ranchinho do sertão” (Eduardo Hirtz), de 1909. O curta foi inspirado no poema do pelotense Lobo da Costa ”Ranchinho de Palha”.