Notícias

Frequências do Interior: novo documentário aprovado pelo Fac está em pré-produção


Ouvir uma música ou saber o que acontece na sua cidade pelo rádio. Todo mundo já deve ter feito isso pelo menos uma vez na vida. Mesmo que outros veículos e novas plataformas tenham assumido um papel importante na busca de informação e até mesmo na intermediação de relações sociais, há locais em que o rádio ainda é o principal meio de comunicação. Mais do que isso, ele é companheiro e também faz corações baterem forte.

São essas as histórias que a TV OVO busca registrar no documentário Frequências do Interior, aprovado no edital RS Pólo Audiovisual – Histórias do Sul, do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) da Secretaria do Estado da Cultura.

O filme será gravado no Norte do Estado, nas cidades de Carazinho, Almirante Tamandaré do Sul e Sarandi. A ideia do projeto surgiu no ano passado, quando a equipe ouviu o quadro Cantinho do Amor do programa radiofônico Festa do Interior, transmitido pela emissora Gazeta AM 670, de Carazinho. Há três anos, o quadro, que tem apresentação de Vilson Kolling, promove encontros entre ouvintes que buscam um(a) companheiro(a). Por meio do rádio, diversas pessoas já se encontraram naquela região.

Em fase de pré-produção, a equipe da TV OVO acompanhou a transmissão ao vivo do programa no último sábado (21/03) e foi em busca de histórias para contar. Entre os entrevistados estão um casal de aposentados que se encontraram por intermédio do programa e há três anos moram juntos. A equipe também conversou com Davi e Dalva Jacomelli, que, há mais de cinco décadas, tem o rádio como fonte de informação diária durante suas lidas na zona rural de Almirante Tamandaré do Sul. As gravações começam no próximo final de semana.

_web

Davi e Dalva Jacomelli relembram programas radiofônicos de antigamente.

frequencias web


Seleção de voluntários


A TV OVO seleciona quatro voluntários que estejam cursando graduação em Comunicação Social (Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas ou Produção Editorial) para integrar a equipe de produção.

É necessário ter, no mínimo, dois turnos livres, preferencialmente segunda e quinta-feira à tarde. As atividades podem ser registradas como estágio curricular ou ACC/ACG, conforme regulamento de curso ao qual o estudante está vinculado.

As inscrições podem ser feitas até 30/03, segunda-feira. As entrevistas serão nos dias 06 e 07 de abril, no turno da tarde. Entraremos em contato para agendar o horário.

Inscreva-se aqui!

voluntários

 

 

 


Edital para séries da TVE/RS é relançado


O edital da TVE para financiamento de cinco séries televisivas com investimentos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que havia sido cancelado no início desse ano, foi relançado na última terça-feira (17/03) e publicado no Diário Oficial do Estado nesta quarta-feira (18/03).
O edital prevê a seleção de cinco séries para a televisão, realizadas por produtoras gaúchas. O financiamento será por meio do Plano Plurianual (PPA) da Fundação Piratini (R$ 300.645), Agência Nacional de Cinema (Ancine) e BRDE com recursos do FSA (R$ 3.930.000,00).
As inscrições deverão ser feitas entre os dias 23 de março e 6 de maio. Os projetos poderão ser inscritos em uma das cinco diferentes categorias, três de ficção (infantil, adolescente e adulto) e duas de documentário (turismo e cultura criativa). A análise dos trabalhos, de acordo com o cronograma, será feita no período de 23 de maio a 8 de julho, e a lista dos projetos selecionados deve sair em 21 de julho.
As produtoras que haviam se inscrito podem retirar os documentos para readequação no período de 18 a 27/03, diretamente na Fundação Piratini (Rua Corrêa Lima, 2118, sala 102 Bairro Santa Tereza, Porto Alegre), das 10h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira, conforme o aviso de retirada de documentação.
O edital retificado pode ser conferido aqui.
HD_20111202164940logo_tve

Petição Pública pede retomada do Edital para séries da TVE-RS


Na última quinta-feira, foi cancelado o edital que previa a produção de séries para a TVE. Pelo edital, o Estado, por meio da Fundação Piratini, mantenedora da TVE, participaria com R$ 300,6 mil em um orçamento total de R$ 3,9 milhões oriundos do governo federal, via Fundo Setorial do Audiovisual e Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Uma Petição Pública está ocorrendo para que o edital seja retomado. Você pode assinar a petição, CLICANDO AQUI. 

Confira o texto da Petição Pública:

Para: Sr. José Ivo Sartori – Governador do RS, Sr Cléber Benvegnú – Secretário de Comunicação do RS, Sra. Isara Marques – Presidenta da Fundação Piratini e Sr. Giovani Feltes – Secretário da Fazenda RS

Nós, profissionais do meio artístico e audiovisual, declaramos repúdio ao cancelamento do Chamamento Público 01/2014 da Fundação Piratini pela sua atual presidente Isara Marques, dentro da gestão do governador José Ivo Sartori, e exigimos a retomada do seu processo imediatamente. O edital possibilita o acesso a R$ 3.930.000,00 de recursos federais via Fundo Setorial do Audiovisual da ANCINE para a realização de cinco novas séries inéditas, com exclusividade de primeira exibição na programação da emissora. São dezenas de horas de programas com conteúdos diversos para o público infantil, jovem e adulto, incluindo séries de animação, documentário e ficção. A contrapartida da TVE é o investimento de R$ 300.645,00, a serem desembolsados somente a partir de 2016, quando as séries estiverem prontas para exibição. 

Caso esta decisão não seja revista logo, corre-se o risco de perda não só o recurso federal, como ainda dois anos de trabalho e de diálogo com as entidades do Estado do Rio Grande do Sul, entre elas a APTC – ABD/RS e o SIAV RS, que resultaram nesta iniciativa inédita: a conquista de um montante de recursos nunca antes possível através da TVE para a produção audiovisual local. 

Ressaltamos que o investimento da Fundação Piratini nesta iniciativa movimenta não só o mercado do audiovisual gaúcho com a criação de centenas de empregos, mas também toda a cadeia produtiva em torno, além de qualificar a programação da TVE com a realização de conteúdos inéditos e de alto interesse da população do estado.

HD_20111202164940logo_tve

Retrospectiva 2014 da TV OVO – Oficina de Vídeo


Mais um ano encerra-se, e a TV OVO aproveitou para movimentar o cenário audiovisual santa-mariense por meio de suas atividades de oficina e exibições de curtas e produções.

Confira como foi o ano audiovisual da TV OVO:

  • Neste ano foi lançado o documentário A Semi-Lua e a Estrela:

  • Em abril, a TV OVO fez a seleção de atores para um dos grandes projetos da Oficina de Vídeo: o curta-metragem Poeira:

  • Mais uma vez a TV OVO foi convidada para participar da cobertura do Fórum Internacional Software Livre (FISL), em maio:

  • De abril até agosto, a TV OVO produziu a série Espaços Culturais, com sete episódios:

  • A partir de julho, a TV OVO produziu pequenos audiovisuais pré-gravações do curta-metragem Poeira:

  • Em julho, a TV OVO gravou o documentário Arroio do Só, por meio do projeto Por Onde Passa a Memória da Cidade. O curta foi lançado em dezembro no distrito santa-mariense:

  • O coordenador da TV OVO Paulo Tavares ministrou a oficina Escola na Tela, pelo programa Mais Cultura nas Escola, na instituição estadual Augusto Ruschi, do bairro Santa Marta:

Confira algumas notícias que foram destaque:

hourglass-160964_1280


Dois projetos da TV OVO são aprovados na LIC-SM 2015


A TV OVO está com dois projetos aprovados na Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria (LIC-SM): o Por Onde Passa a Memória da Cidade e o Cena Cultural SM. A divulgação ocorreu na manhã desta segunda-feira, 22.

Na sua sexta edição, o Por Onde Passa a Memória da Cidade produzirá, ao longo de 2015, dois documentários, um sobre o distrito de Boca do Monte e outro sobre Arroio Grande. Desde 2008, o projeto leva à telinha memórias que ajudam a contar a história de Santa Maria e como o município se constitui hoje.

Os documentários sobre os distritos tem como foco a história de formação, as principais características sociais e culturais, seu povo e seus costumes. O documentário Arroio do Só, lançado este ano pela TV OVO, é a primeira produção da série que enfoca os distritos de Santa Maria.

O projeto Por Onde Passa a Memória da Cidade recebeu, em 2010, o Prêmio Cultura Viva, do Ministério da Cultura,  e em 2013, a iniciativa também recebeu o prêmio Ponto de Memória pelo IBRAM – Instituto Brasileiros de Museus, para melhorar o acesso e a fruição das produções deste projeto. O valor aprovado para rodar o projeto em 2015 é de R$ 45.400,00.

A série Cena Cultural SM prevê 10 episódios audiovisuais sobre os segmentos artísticos de Santa Maria: teatro e circo; dança; música; tradição e folclore; culturas populares; livro e literatura; audiovisual – cinema e vídeo; artes visuais (artes plásticas, fotografia, artes gráficas); artesanato; memória e patrimônio histórico, artístico e cultural. A proposta é produzir vídeos que tratem da história desses segmentos culturais, que mostrem a sua importância, falem de suas principais atividades e de como estão inseridos no cenário cultural da cidade. O valor aprovado para rodar o projeto em 2015 é de R$ 35.214,00.

Apoie a cultura

Um projeto só se torna realidade se ele consegue captar os recursos necessários para a sua execução. Pessoas físicas e jurídicas podem apoiar projetos culturais aprovados na LIC-SM.

A doação pode ser feita por qualquer pessoa, desde que não possua dívida ativa no município, destinando até 30% do valor do seu IPTU (que deve ser pago em cota única), ISSQN ou ITBI.

Existe também a modalidade patrocínio,  na qual o contribuinte desembolsa mais 10% sobre o valor do apoio e tem o direito de divulgar sua marca junto ao projeto.

Para apoiar, entre em contato com a TV OVO.

Contatos:

tvovo@tvovo.org

(55) 3026 3039 ou (55) 9104 9166 (Denise Copetti – captação)

lic