Notícias

Registro audiovisual Do Monte Blues Jazz Festival


De 15 a 17 de maio rolou a 1ª edição do Do Monte Blues Jazz Festival em Santa Maria. As apresentações foram no Theatro Treze de Maio com jam sessions no Boteco do Rosário e no Moto Garage.

Nós registramos as apresentações e seguimos postando os shows semanalmente na página do youtube, numa playlist especial do evento. Se você não pode participar do Festival ou quer reavivar a memória, confere lá ou nos vídeos abaixo.

Os shows também estão sendo exibidos na programação da TV Câmara, no canal 16 da Net.

do monte


João Gavião e Maria Gaivota no palco do Treze de Maio


A peça João Gavião e Maria Gaivota será apresentada nesta quinta-feira, 25 de julho, às 19h30m, no palco do Theatro Treze de Maio, em Santa Maria.  O teatro faz parte da atual edição do projeto ” Treze: O Palco da Cultura”.

A peça estreiou na Feira do Livro de Santa Maria deste ano e, desde então, já participou do MOSAICO 2013 e do 6º FETISM.

Confira a sinopse:
João Gavião e Maria Gaivota são duas aves muito espertas e animadas, que trarão até vocês as histórias e as músicas da Terra Do Meio, um lugar mágico, que fica entre o Rio Riso e o Mar Feliz. Um espetáculo para toda família, onde a amizade, o respeito e o diálogo são apresentados como a base para a construção de um verdadeiro Mundo Encantado em nossas vidas.

O QUE?: Espetáculo João Gavião e Maria Gaivota – Teatro Por Que Não?
QUANDO?: Quinta-feira, 25 de julho, 19:30 min.
ONDE?: Theatro Treze de Maio (Praça Saldanha Marinho)
QUANTO?: R$ 14 (inteira) / R$ 7 (estudantes e idosos) / R$ 5 (crianças) / R$ 10 (sócios AATTM).


Treze: O Palco da Cultura apresenta “Barrela”


Uma obra do dramaturgo Plínio Marcos marca a estreia de um grupo de teatro de Santa Maria ao grande público. Na próxima quinta-feira, 5 de maio, no Theatro Treze de Maio, às 20h30min, será encenado o espetáculo teatral Barrela. A montagem do Grupo Ação de Experimentação Cênica retrata os conflitos em um dia na vida de seis presos (Portuga, Bahia, Tirica, Fumaça, Louco e Bereco) confinados em uma pequena cela. A situação se agrava com a entrada de um novo preso, um tipo burguês, batizado pelos outros de “Garoto”, que acaba sendo violentado pelos colegas.

Escrita pelo conceituado dramaturgo Plínio Marcos em 1958, Barrela continua atual. Criticar o sistema prisional brasileiro e as relações de poder e crueldade dos homens, de forma a provocar ao público presente questionamentos, são o principal objetivo do Ação de Experimentação Cênica ao apresentarem a peça.

Duração 50 minutos. Classificação 18 anos.

Ingressos à venda na bilheteria do Theatro:
Público em geral: R$ 12,00
Sócios do Theatro Treze de Maio: R$ 10,00
Idosos e estudantes: R$ 6,00

Divulgação: assessoria Grupo Ação de Experimentação Cênica