Notícias

Sábado, 12/05, foi dia de aniversário e Rock na Feira do Livro de Santa Maria


O anoitecer frio do sábado, 12 de maio, dia do aniversário de 22 anos da TV OVO, foi regado a Rock’n’roll na Feira do Livro de Santa Maria. Amantes, simpatizantes e interessados se reuniram na Praça Saldanha Marinho para acompanhar a exibição do episódio piloto da série documental do Rock do K7 e reviver um pouco da Santa Maria apelidada de Seatle do Sul, berço de bandas do rock alternativo dos anos 70, 80 e 90.

A proposta é de que a série Rock do K7 tenha entre 10 e 13 episódios, cada um deles contando a história de uma banda do interior do Estado que marcou época e misturando um enredo de ficção, que parte de uma coleção de fitas cassete. O projeto é uma produção da TV OVO em parceria com a Finish Produtora. O episódio piloto teve parte dos recursos financiados pela Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria.

Além da exibição do primeiro episódio, que contou com mais de 100 pessoas no público, a noite de sábado também teve um debate sobre a memória do rock de Santa Maria com o professor Leonardo Guedes Henn, que ministra a disciplina de História do Rock no Brasil na Universidade Franciscana (UFN) e contou com a participação de Renato Molina, músico e sonoplasta da Rádio UniFm, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), que integra essa memória por ter participado de diversas bandas, entre elas de A Bruxa, retratada no episódio exibido na praça. A conversa mostrou as várias faces do rock santa-mariense e problematizou as produções do presente e do passado.

A noite terminou com rock, claro, com a apresentação acústica da banda Magical Mistery, da qual participa Molina. O grupo está arrecadando fundos para ir para Liverpool, em agosto, representando Santa Maria na International Beatles Week.

Por Fernanda Marques

Marcos Borba mediou a conversa sobre a memória do rock santa-mariense. Foto de Neli Mombelli


2017 e mais projetos


Chegou o momento de quebrar a casca e contar quais serão os nossos filhotes em 2017 com apoio da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria (LIC/SM). Em mais um ano de cultura e memória, desta vez o audiovisual tem como trilha sonora o rock’n roll. Os projetos xodós Por onde passa a memória da cidade e Narrativas em Movimento seguem conosco, com dois documentários de curta-metragem sobre Santa Flora e Palma, distritos de Santa Maria, e a realização de dois Colóquios sobre audiovisual que dão continuidade às discussões de 2016 – as temáticas envolvem a produção audiovisual de séries e seriados para exibição na web e em canais de televisão e o audiovisual aliado à informação. O Narrativas em Movimento também realizará quatro workshops na área e, sem perder o contato direto com a comunidade, terá uma oficina de audiovisual para jovens de escolas públicas pelo período de 10 semanas.

A novidade é o programa piloto do seriado Rock do K7, que numa mistura entre documentário e ficção, visa recuperar e ressignificar a cena roqueira de Santa Maria nos anos 80 e 90. Já avisamos que previmos apenas uma parte dos custos deste projeto pela LIC, então, parcerias serão muito bem-vindas.

Além disso, seremos parceiros no projeto apresentado por Denise Copetti, associada da TV OVO, que obteve aprovação do projeto Documentário FEICOOP: 25 anos de Cultura e Cooperativismo, uma produção audiovisual que busca mostrar a importância da Feira Internacional do Cooperativismo para o intercâmbio de expressões culturais em Santa Maria e para a cultura da economia solidária.

Valores aprovados que estamos captando:

  • Por Onde Passa a Memória da Cidade 2017 – R$ 44 mil
  • Narrativas em Movimento 2017 – R$ 35 mil
  • Rock do K7 – R$ 30 mil
  • Documentário Feicoop – R$ 25 mil

Readequamos os projetos, em função de cortes nos orçamentos, e iniciamos a captação de recursos de pessoas físicas e jurídicas. Se você quiser contribuir com a realização dessas e outras produções – é possível doar até 30% do seu IPTU, ISSQN ou ITVBI – basta colocar seus dados neste link e aguardar o nosso contato, nos ligar (55 3026 3039) ou enviar um “zapzap” (55 99104-9166).

Nós já estamos ansiosos para colocar todos esses projetos no caldo cultural de Santa Maria e ferver o cenário audiovisual da cidade, mas contamos com sua ajuda para que as produções possam ser realizadas na íntegra.

Por Manuela Fantinel

equipe 20 anos