Notícias

De repente Brasília


Vídeo exibido no programa Outro Olhar da TV Brasil traz um repente bem humorado sobre a nossa capital nacional, como tudo começou e aonde tudo vai parar nesses 50 anos de Brasilia. A produção do vídeo é do Coletivo 77, de Barbacena, MG em parceria com a TV OVO de Santa Maria, RS

Segue abaixo letra de “De repente Brasília”, de Fred Furtado.

De repente Brasília

Brasília não é Brasil, o Brasil não é Brasília.

Brasília não é Brasil, o Brasil não é Brasília.

Brasília veio montada no sertão, com montanha de dinheiro, e troperada de peão.

Foi inaugurada por um mineiro, que entendia de dinheiro, entendia de gastar. Foi gastando, foi gastando, a cidade aumentando, num lugar cheio de céu onde não tem nenhum mar.

Depois vieram aqueles tal de militar, fechando as porta do mundo, mandando o mundo calar. Brasília ficou então toda cercada, ninguém pensa e fala nada, coitado do galo pra cantar.

Vai mais um pouco o mundo fica Collorido, confiscando a poupança, e o povo esmilinguido. Brasília cresce, cresce forte feito um touro, sobe prédio, sobe hotel, tudo feito um cartel, gasta muito e é pra poucos. Decide a vida e o rumo de um país, passa a perna no capeta, esfrega arruda no nariz.

Brasília é de repente assim, um reflexo do país sem princípio, meio e fim. Do céu se vê  tudo junto agora, com calma a menina que ainda nem é senhora, ai. Ninguém sabe direito de onde ela vem. Alguém saberia pra onde Brasília vai?

Brasília não é Brasil, o Brasil não é Brasília.

Brasília não é Brasil, o Brasil não é Brasília.