Notícias

Audiovisual santa-mariense movimenta a cidade


Pela primeira vez, Santa Maria tem três curtas-metragens aprovados no Prêmio Iecine, da Secretaria da Cultura do Estado. Os roteiros e detalhes das produções, que serão rodados durante este ano, foram apresentados ao prefeito, secretários e produtores culturais da cidade. A cerimônia, que ocorreu Salão de Eventos da sede da Prefeitura (antiga SUCV) na noite de quarta-feira (09/04), teve como mestre de cerimônia o integrante da TV OVO, Marcos Borba.

Canterle

Maurício Canterle falou da relação do filme Espelho Hexagonal dom Santa Maria. Foto: Nícholas Fonseca

Em sua 12ª edição, o Prêmio Iecine trará um investimento de R$ 240 mil, por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-RS), para as produções locais. Os curtas-metragens aprovados são: Poeira (TV OVO), Espelho Hexagonal (Finish Produtora) e Quanto Mais Suicidas Menos Suicidas (D. Marin).

Os diretores e produtores dos filmes enfatizaram, em pronunciamentos no evento, que Santa Maria e região têm potencial para projetos audiovisuais, além de frisarem a importância da união dos realizadores locais e a parceria do poder público com a sétima arte.

– Esse prêmio é uma forma de mostrar que a gente também pode participar de editais estaduais e fazer cinema aqui. Concorremos com grandes produtoras da Capital – lembra Maurício Canterle, diretor dos curtas Espelho Hexagonal e Quanto Mais Suicidas Menos Suicidas.

PauloT

Paulo Tavares explica que a questão central do curta Poeira é a morte de uma profissão. Foto: Nícholas Fonseca

Já Paulo Tavares, diretor do curta Poeira (filme que tem produção santa-mariense e será rodado em Toropi), enfatizou a importância da criação da Film Comission de Santa Maria:

– Que ela facilite a realização de novas histórias e pense no potencial regional, e não só no audiovisual feito na cidade.

Em seu pronunciamento, o Prefeito de Santa Maria, Cezar Schirmer, falou sobre a relação entre o poder público, artistas e produtores culturais da cidade: “é necessário potencializar a cultura, mas, antes, precisamos nos valorizar e nos unir”. O prefeito assumiu o compromisso com os cineastas presentes no evento e solicitou à secretária de Cultura, Marília Chartune Teixeira, agilizasse a criação da Film Comission em um prazo de 30 dias.

– Podemos ser referência em audiovisual no país e, com isso gerar emprego e renda. Santa Maria tem tudo para ser um pólo. Temos uma paisagem urbana e natural que outras cidades não tem. Temos quartéis, blindados, viação férrea e vagões antigos e restaurados, os pampas, os morros e cachoeiras ao redor da cidade.

Nícholas Fonseca – TV OVO