Notícias

Cine em Movimento: inscreve teu filme!


Participe da nossa mais nova empreitada audiovisual. Lançamos hoje o edital do projeto Cine em Movimento para inscrição de produções audiovisuais de curta duração realizadas no Rio Grande do Sul. Elas podem ter até 25 minutos de duração. O gênero, a temática, a narrativa e a linguagem são livres, e a classificação indicativa deve ser livre conforme a classificação etária do Ministério da Justiça.

As inscrições podem ser realizadas até dia 05 de maio de 2021. Os selecionados serão conhecidos no dia 15 de junho de 2021. Leia o edital e faça sua inscrição!

Os filmes serão exibidos em sessões de cinema ao ar livre em cidades da região central do estado, a ser: Santa Maria, Dilermando de Aguiar, São Martinho da Serra, Itaara, Silveira Martins e Restinga Sêca. Cada sessão terá duração de até uma hora e quinze minutos (1h 15 min). A iniciativa propõe dinâmicas que gerem debate com o público das sessões, valendo-se da metodologia do movimento cineclubista de formação de plateias, e que contemplem temáticas livres, que possam contribuir socialmente para o diálogo de questões relevantes e atuais.

Devido à pandemia de Covid-19, as condições e o formato de exibição previstos no edital podem ser alteradas. Todas as alterações serão previamente comunicadas por e-mail aos responsáveis pelas obras selecionadas. O projeto conta com financiamento pelo Pró-Cultura RS Fundo de Apoio à Cultura, Edital SEDAC nº 12/2019 – FAC Movimento,que tem como objetivo movimentar a produção cultural do estado.

Coloca teu filme para circular!


Cine em Movimento é nosso mais novo projeto aprovado pelo FAC-RS


Mesmo com as dificuldades vivenciadas pela cultura desde a chegada do novo coronavírus, a notícia boa que temos para compartilhar é a de que fomos contemplados pelo FAC Movimento, edital do  Pró-cultura RS – Fundo de Apoio à Cultura. O certame, que teve inscrições abertas até o final do ano passado, estimulou projetos para movimentar a produção cultural do Estado.

Foi a partir disto que apresentamos o Cine em Movimento, projeto que prevê exibições de produções audiovisuais independentes realizadas no Rio Grande do Sul e promove dinâmicas de debate e reflexão. A ideia inicial do projeto submetido é a de percorrermos as cidades de Dilermando de Aguiar, São Martinho da Serra, Itaara, Silveira Martins, Santa Maria e Restinga Seca  com sessões de filmes. Porém, devido ao contexto atual de pandemia, será necessário adaptarmos a proposta de trabalho, buscando manter a essência e modificando a logística do processo de cineclubismo em movimento.

O Cine em Movimento busca fortalecer o movimento cineclubista e a democratização do cinema no interior do Estado. Nosso intuito é lançar um edital para selecionar filmes produzidos no RS e, a partir disso, levá-los para as cidades do interior para formar público,  facilitar o acesso a filmes que nem sempre chegam até essas localidades, além de instigar um olhar crítico e ativo em relação aos filmes, compartilhando vivências e partilhando de experiências, afinal, cinema é identidade. Além da metodologia do cineclubismo, trabalharemos também registrando o projeto em forma de documentário, para que as viagens, os debates e os rostos que encontrarmos no caminho sejam  memória viva do cinema no interior e respaldem em ações de inclusão desses lugares no circuito audiovisual.

Cine em Movimento deverá levar audiovisual para 6 cidades do interior do RS. Foto de Lívia Oliveira

Por Tayná Lopes


Mais pontos de cultura em Santa Maria


Na última quarta-feira, 06,  recebemos a presença da assessora técnica da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural, do MinC, Leila Betim, para ministrar a oficina de Autodeclaração de Pontos de Cultura.

Conhecida como Política Nacional da Cultura Viva, a lei, sancionada em outubro de 2015, permite que coletivos e entidades sem fins lucrativos declarem seu ponto de produção de cultura. A lei também garante que as organizações declaradas recebam recursos do governo federal através de editais, além de simplificar e desburocratizar os processos de prestação de contas.

A oficina contou com a participação de diversos coletivos de Santa Maria:

  • Juventude Negra Feminina
  • Coletivo de Resistência Artística e Periférica
  • Teatro Por Que Não?
  • Theatro Treze de Maio
  • Incubadora Social UFSM
  • Atoque
  • Casa de Cultura Abramo Gasperini

Por Laura Boessio

autodeclaração