Notícias

Mais pontos de cultura em Santa Maria


Na última quarta-feira, 06,  recebemos a presença da assessora técnica da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural, do MinC, Leila Betim, para ministrar a oficina de Autodeclaração de Pontos de Cultura.

Conhecida como Política Nacional da Cultura Viva, a lei, sancionada em outubro de 2015, permite que coletivos e entidades sem fins lucrativos declarem seu ponto de produção de cultura. A lei também garante que as organizações declaradas recebam recursos do governo federal através de editais, além de simplificar e desburocratizar os processos de prestação de contas.

A oficina contou com a participação de diversos coletivos de Santa Maria:

  • Juventude Negra Feminina
  • Coletivo de Resistência Artística e Periférica
  • Teatro Por Que Não?
  • Theatro Treze de Maio
  • Incubadora Social UFSM
  • Atoque
  • Casa de Cultura Abramo Gasperini

Por Laura Boessio

autodeclaração


Em pauta a Lei Cultura Viva RS


Durante a 11ª Feira Latino-Americana de Economia Solidária e a 22ª Feira Internacional do Cooperativismo, foi realizado, em Santa Maria, o I Seminário Lei Cultura Viva RS. Durante o evento, que contou com a participação de mais de 40 pessoas, os participantes debateram sobre a implementação da Lei 14.663/2014 que foi sancionada em 30 de dezembro do ano passado.

Acerca da lei, discutiu-se o cadastro de Pontos de Cultura, Comitê Gestor e o Objeto Financeiro da Política Estadual Cultura Viva RS. Além dos debates, o público presente também participou de uma oficina sobre os editais do Ministério da Cultura para Pontos de Cultura Indígena, Pontos de Mídia Livre e Redes, conduzida pela Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural.

Esse foi o primeiro de um total de seis seminários previstos no Rio Grande do Sul, que é o único estado brasileiro a ter uma Lei Cultura Viva estadual.

Seminário Lei cultura viva rs


Programa Cultura Viva é política de Estado! Confira a opinião da TV OVO


O Programa Nacional de Promoção da Cidadania e da Diversidade Cultural (Cultura Viva) é, a partir de agora, política de Estado. Sanção da Lei 13.018/2014, que institui a Política Nacional de Cultura Viva, foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (23/7). Nova legislação garante o compromisso do Estado brasileiro em ampliar, por meio dos Pontos e Pontões de Cultura, o acesso da população a seus direitos culturais.

Opinião de Paulo Tavares (TV OVO e representante dos Pontos de Culturas na Região Central do RS):

A sanção da Lei Cultura Viva  é um marco para a cultura popular brasileira. Com ela, as parcerias entre a sociedade civil e as três esferas de governo tendem a ser facilitadas, ampliando assim, a promoção, o acesso e o direito da população a cultura.

Foi justamente com programa Cultura Viva que a TV OVO desenvolveu os projetos: Ponto de Cultura Espelho da Comunidade e Pontão de Cultura FOCU, dando um salto na sua qualificação e expandindo sua atuação na área do audiovisual em Santa Maria, no Rio Grande do Sul e na Região Sul do país. E hoje, podemos dizer que temos o reconhecimento do nosso trabalho nacionalmente.

Agora, com a Lei Cultura Viva a sociedade brasileira tem muito a ganhar culturalmente.


TV OVO participa do Teia RS


Entre os dias 16 e 18 de novembro deste ano ocorre o I Teia Estadual dos Pontos de Cultura do Rio Grande do Sul. Com a temática da Diversidade Cultural, o encontro acontece acontece em São Leopoldo e reúne representantes dos pontos e do governo do estado. A TV OVO não vai ficar fora dessa. O estudante de jornalismo e associado da TV OVO Jonathan de Souza irá representar a associação no Vale do Rio dos Sinos.

Segue abaixo a programação oficial do encontro:

Programação

A abertura oficial da Teia será no dia 16 de novembro, às 18h, no Teatro Municipal do Centro Cultural José Pedro Boéssio, Rua Osvaldo Aranha, 934, em São Leopoldo. Na sexta-feira, (16/11), das 14h às 16h, serão realizadas oficinas dos pontos de cultura abertas à comunidade. Às 16h30, haverá concentração do cortejo Cultura Viva com saída da Praça do Imigrante e chegada na Praça da Biblioteca Pública.

No sábado, 17 de novembro, às 9h, acontecerá o Fórum dos Pontos de Cultura com debate sobre as realizações e perspectivas do programa Cultura Viva e a formação grupos de trabalho sobre os temas: I Oficina dos Povos Tradicionais de Terreiro, o Encontro da Rede de Culturas Populares e Encontro da Rede Indígena.

Às 18h, haverá debate com representantes da Secretaria Geral da Presidência da República e do Ministério das Relações Exteriores sobre o processo de regulamentação dos mecanismos de consulta prévia da Convenção 169 da Organização Internacional do Trabalho no Brasil que tem como objetivo estabelecer o diálogo permanente e qualificado com membros da sociedade civil, povos indígenas e tribais.

Além das oficinas de mostras culturais haverá também uma intensa programação cultural no palco principal da Praça da Biblioteca Pública. No domingo, 18 de novembro, haverá a eleição da Comissão dos Pontos de Cultura do RS e da Comissão Nacional. No encerramento da TEIA RS, muitas apresentações culturais.


Documentário em Caçapava do Sul


Nesta semana, estamos finalizando o documentário que gravamos em Caçapava do Sul. Foram dois finais de semana de gravações na sede do Ponto de Cultura CTG Clareira da Mata e em locações da cidade.

No primeiro final de semana, enfrentamos até 0 graus às 6h da manhã. Tudo para colocar a câmera go pro no alto de um poste da iluminação pública para gravar o amanhecer em frente a fachada do Ponto e a movimentação do local. Confira um post mais detalhado no Lab Cultura Viva.

O documentário faz parte do projeto Mosaico de Identidades aprovado  em edital do Laboratório Cultura Viva, iniciativa da Universidade Federal do Rio de Janeiro, através da Escola de Comunicação, em parceria com o Ministério da Cultura/Secretaria de Cidadania e Diversidade Cultural.

A equipe de gravação vai ao encontro de histórias em Pontos de Cultura. A viagem, sem pauta definida, e a expectativa pela busca do novo conduzem a narrativa. Para isso, a equipe acompanha as atividades do Ponto. Duas personagens serão escolhidas durante esse processo para mostrar, de forma humana, como o local se constitui  num espaço de vivência coletiva, de encontro de subjetividades e de trocas que dão ‘cara’ ao PC.

No próxima final de semana (18/09), nossa equipe viaja para Porto Alegre. Lá, visitaremos o Ponto de Cultura Voluntário Vitória Régia. No roteiro, ideias e um friozinho na barriga, já que a história só se define depois que gravarmos tudo.


manifesto dos pontos de cultura


A Comissão Nacional dos Pontos de Cultura escreveu o “Manifesto dos Pontos de Cultura”. O mesmo foi lido e entregue à Ministra da Cultura Ana de Hollanda no dia em Brasília no último dia 25 de maio.

Você pode ler o manifesto na íntegra clicando aqui.

Entre as reivindicações dos Pontos de Culturas, estão a reforma da Lei de Direito Autoral, com fiscalização da gestão coletiva, o aprofundamento da política de Cultura Digital; a efetivação dos espaços e mecanismos de gestão compartilhada e a aprovação da Lei Cultura Viva e da Lei Griô;