Notícias

Mais pontos de cultura em Santa Maria


Na última quarta-feira, 06,  recebemos a presença da assessora técnica da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural, do MinC, Leila Betim, para ministrar a oficina de Autodeclaração de Pontos de Cultura.

Conhecida como Política Nacional da Cultura Viva, a lei, sancionada em outubro de 2015, permite que coletivos e entidades sem fins lucrativos declarem seu ponto de produção de cultura. A lei também garante que as organizações declaradas recebam recursos do governo federal através de editais, além de simplificar e desburocratizar os processos de prestação de contas.

A oficina contou com a participação de diversos coletivos de Santa Maria:

  • Juventude Negra Feminina
  • Coletivo de Resistência Artística e Periférica
  • Teatro Por Que Não?
  • Theatro Treze de Maio
  • Incubadora Social UFSM
  • Atoque
  • Casa de Cultura Abramo Gasperini

Por Laura Boessio

autodeclaração


Oficina de autodeclaração de ponto de cultura


Declare-seu-ponto-de-cultura-
Você sabia que entidades e coletivos culturais podem se autodeclarar pontos de cultura?
Na quarta-feira, dia 06/04, a assessora técnica da Secretaria da Cidadania e Diversidade Cultural, do MinC, Leila Betim, estará na TV OVO para ministrar uma oficina para as iniciativas que quiserem realizar sua autodeclaração. A atividade será às 19h.
O que isso significa na prática?
Conforme o MinC, “o reconhecimento garante a essas entidades uma chancela institucional importante para a obtenção de apoios e parcerias e permite ainda que elas se articulem com os outros pontos da rede a partir de afinidades temáticas ou do pertencimento a um determinado território. O cadastro possibilita ainda o acompanhamento permanente das atividades desenvolvidas pelo Ministério, assim como de editais e eventuais articulações.”
A autodeclaração está diretamente ligada com as políticas da Lei Cultura Viva.
 Por Neli Mombelli