Notícias

Workshop para fazer vídeos com dispositivos móveis


Para você que curte fazer audiovisuais com dispositivos móveis (smartphone, tablet…) por aí e quer conhecer mais sobre esta linguagem e todos os “apetrechos” que podem ser acoplados para deixar suas histórias mais arrojadas, se liga no workshop de produção audiovisual com tecnologia mobile. A atividade será realizada no dia 21 de abril, sábado, na sede da TV OVO, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h30. Um feriado audiovisual!

Quem vai ministrar o workshop é Leo Roat, diretor cinematográfico e pesquisador e experimentador de novas mídias. Temos 20 vagas disponíveis. As inscrições podem ser feitas neste formulário até 20 de abril. O custo é de R$ 60 integral e R$ 30 meia (estudantes – comprovante de matrícula, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes). A vaga será confirmada mediante o pagamento na sede da TV OVO até dia 20 de abril (das 9h às 11h30 e das 14h às 17h30, de segunda à sexta – Floriano Peixoto, 267) e apresentação de comprovantes para quem optar pela meia inscrição.

O conteúdo do workshop vai desde as formas de produção e suas possibilidades de experimentações com a tecnologia mobile, até a produção, edição e finalização de um produto audiovisual. A atividade integra a programação do Narrativas em Movimento 2018, que tem financiamento da Lei de Incetivo à Cultura de Santa Maria.

Dúvidas e informações pelo em-mail tvovo@tvovo.org, pelo telefone 3026 3039, mensagem in box pela página da TV OVO no facebook.

Foto Renan Mattos


Colóquio Documentário, Direitos Humanos e Cidadania – um tema que veio a calhar


Um tema que nunca sai da pauta, ou, pelo menos, não deveria! Direitos Humanos e Cidadania foi o enfoque da primeira edição de 2018 do projeto Narrativas em Movimento, que contou com a participação Beth Formaggini e de Gilvan Dockhorn, realizado na Cesma. Beth é documentarista e historiadora pela Universidade Federal Fluminense, ela também é pesquisadora e fundou a produtora 4ventos. Dockhorn é historiador e professor da Universidade Federal de Santa Maria.

Antes do colóquio, exibimos o documentário Pastor Cláudio (2017, 75′), que tem direção de Beth Formaggini e que traz uma reveladora conversa entre o psicólogo Eduardo Passos e o Bispo evangélico Cláudio Guerra. Guerra é ex-chefe da polícia civil, e o mesmo assassinou e incinerou militantes que se opunham à ditadura civil militar do Brasil. O documentário, bastante impactante, trouxe diversos elementos para pensar a história  política do nosso país e os seus reflexos nos dias de hoje.

Durante o colóquio, o documentário foi bastante mencionado, sobretudo  a respeito da forma, bastante fria, como Guerra conta as histórias da época e também sobre a impunidade dele e de tantos outros, que cometeram esses mesmos crimes, decorrentes da maneira como se prosseguiu com a anistia no Brasil. Também foram abordadas questões como a morte da vereadora do PSOL, Marielle Franco. Beth comentou que “além da homofobia, que matou uma mulher lésbica, militante, negra, tem também outras forças que estavam atrás desse gatilho.”

Dockhorn comentou que leu o livro de Cláudio Guerra (Memórias de uma guerra suja) e afirmou: “Eu li o livro do Guerra, que é assustador também, mas, mais assustador, é ver o sujeito falando”, referindo-se à postura dele no documentário de Beth. O professor ressaltou ainda a importância de filmes como este,  pois “literatura, ficção, livros de história não dão a cara e a voz.”, como o cinema o faz. Para ele, documentários são essenciais para a preservação da memória e para um melhor entendimento de alguns assuntos espinhosos, como o da ditadura.

Durante o colóquio, o público, que lotou o auditório com espaço para mais de 200 pessoas, também trouxe questões relacionados à temática documentário, direitos humanos e cidadania. A programação teve financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria.

Confira a conversa que tivemos com Beth Formaginni e Gilvan Dockhorn após o debate.

Por Larissa Essi
Fotografia de Renan Mattos

Colóquio direitos Humanos


Colóquio e sessão de cinema sobre direitos humanos e cidadania em março


O ano começa com todo o fôlego na TV OVO e, já no mês de março, retorna o colóquio Narrativas em Movimento. Com o tema Documentário, Direitos Humanos e Cidadania, o colóquio pretende expandir as ideias propostas anteriormente, unindo o audiovisual e um campo de discussão importante como o dos direitos humanos.

Para compartilhar conhecimentos, contaremos com a presença de César Guimarães, professor da Universidade Federal de Minas Gerais, doutor em Estudos Literários (Literatura Comparada) pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutor pela Universidade Paris 8. Guimarães tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Teorias da Imagem, atuando principalmente nos seguintes temas: cinema moderno (ficção e documentário) e experiência estética.

O colóquio contará também com a participação da cineasta e documentarista Beth Formaggini, que trabalhou com Eduardo Coutinho em produções renomadas como Edifício Master, documentário sobre um antigo e tradicional edifício situado em Copacabana, que em novembro de 2015 entrou na lista dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos, feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine). Entre as produções premiadas de Beth como diretora estão Xingu Cariri Caruaru Carioca, que recebeu o prêmio de melhor filme no Festival In-Edit Brasil, em 2016, Angeli 24 Horas, que venceu os prêmios de melhor documentário na Jornada da Bahia, em 2011, melhor direção de curta-metragem no Recine, em 2011, e o troféu HQ Mix, em 2012.

O colóquio Documentário, Direitos Humanos e Cidadania será no dia 16 de março de 2018, sexta-feira, na Cesma (Rua Professor Braga, nº 55,  centro), e terá a mediação do historiador e professor da UFSM, Gilvan Dockhorn. A lotação do espaço é de 200 pessoas. A pré-inscrição para para receber certificado deverá ser feita neste formulário.

Antes do colóquio, às 17h, também na Cesma, será exibido o documentário Pastor Cláudio, com direção de Beth Formaggini. A entrada é franca. O projeto Narrativas em Movimento, que está na sua terceira edição, tem o financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria.

Por Valdemar Neto

Cartaz Narrativas Marçoface_2018


Teste de elenco para a série Rock do K7


Iniciaremos a produção de mais uma obra audiovisual na cidade e, para isso, faremos um teste de elenco. O projeto, que tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura e parceria da Finish Produtora, prevê a gravação do episódio piloto da série Rock do K7, um produto que mistura documentário e ficção.

O seriado aborda a cena musical rock da década de 1980 e início dos anos 90, que nasceu embalada com as grandes bandas nacionais e mundiais, mas que criou, como todas as outras, uma identidade própria e eclodiu em diversas cidades do interior brasileiro. Santa Maria foi uma delas, apelidada na época de a Seatlle do Sul.

A parte documental irá trazer o depoimento de bandas da época de diferentes cidades do interior. Para rodar o piloto, gravaremos com a Bruxa, uma das precursoras das bandas de rock santa-mariense.

Já a parte ficcional gira em torno de um(a) adolescente, conectado(a) aos dispositivos móveis e na internet, que entra em contato com um acervo de fitas K7 de seu tio. Muito além de interligar as histórias, o(a) personagem vai em busca de registros dos sons daquela época na internet. Ele(a) compila isso e passa a divulgar, também via rede, tudo o que já está disponibilizado hoje.

Para rodar a parte ficcional, faremos um teste de elenco no dia 28 de novembro, terça-feira, das 16h às 21h na sede da TV OVO (Floriano Peixoto, 267). Procuramos quatro atores/atrizes de acordo com os perfis abaixo:

1 – Um(a) adolescente para o papel de Vini ou Fran, que represente entre 14 e 16 anos de idade. O(a) personagem é introspectivo(a), inteligente, discreta(o), vive conectado(a), sempre está com fone de ouvido e ouve diversos tipos de música.

2 – Um(a) adolescente para o papel de amigo(a) de Vini ou Fran, que represente entre 14 e 16 anos de idade. O(a) personagem é comunicativo(a), vive conectado(a), não é muito estudioso(a) e está sempre trocando mensagens com Vini/Fran, seu/sua melhor amigo(a).

3 – Um homem para o papel de Luiz, que represente entre 40 e 45 anos. Luiz é um advogado, comunicativo e que tem um estilo de se vestir mais formal. É pai de Vini/Fran.

4 – Um homem para o papel de Pedro, que represente entre 50 e 55 anos. Pedro é irmão de Luiz e tio de Vini/Fran. É funcionário público, usa tênis, camisetas e jaquetas de grandes bandas de rock, um estilo mais desleixado. É expansivo, cheio de histórias para contar, grande conhecedor da cena rock santa-mariense.

As cenas deverão ser rodadas na primeira quinzena de dezembro. Não é necessário ter experiência na área. Inscreva-se para o teste até dia 27/11, segunda-feira, enviando nome completo, idade, se possui experiência e fotografia para o e-mail tvovo@tvovo.org. O teste será realizado a partir de agendamento de horário por e-mail. Qualquer dúvida, envie mensagem inbox no Facebook da TV OVO ou por WhatsApp 98445 5969.

Rock-teste-elencoB


Inscreva-se no workshop de criação de webséries


Elas são as queridinhas do momento e, além de fazerem sucesso entre o público jovem,  as webséries tem sido uma saída interessante para a produção audiovisual atual. Mas do que onde elas vivem e do que se alimentam? Essas e outras questões serão trabalhadas por Leo Garcia no workshop de Criação de webséries nos dias 17 e 18 de novembro (sexta e sábado), das 9h30 às 12h e das 14h às 17h30, na nossa sede.  A atividade, que tem 30 vagas, abordará gêneros e formatos, construção de personagens, conflitos, tom e ritmo para propostas seriadas.

Leo Garcia é roteirista e integra a produtora Coelho Voador de Porto Alegre. Tem se destacado em diversos editais e recebidos premiações na área audiovisual. É o idealizador do Frapa – Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre. Para quem se interessa por webséries e quer aprender ou aprofundar seus conhecimentos, pode fazer sua inscrição até o dia 16/11 neste link. O pagamento da taxa, R$ 60,00 (R$ 30,00 meia) deve ser feito na sede da TV OVO, rua Floriano Peixoto, 267, das 14h30min às 18h ou com um de nossos integrantes. A vaga será confirmada mediante o pagamento até dia 16 de novembro.

O workshop integra o projeto Narrativas em Movimento, que tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria. Além dele, Leo também participará do Colóquio Produção Audiovisual em Série, no dia 17/11 (sexta-feira), às 19h, no Salão de Atos do Conjunto I da Unifra (Rua dos Andradas, 1614, 4º andar).

 

Conteúdo Programático:

Afinal o que é uma websérie? Onde vive? Do que se alimenta?

– Introdução

– Formatos

– Gêneros

– Como construir uma ideia. Fundamentos básicos. Criando o Mundo da história.

– Exercício

Personagens: a alma do negócio

– Construção de Personagens. Caracterização. Arquétipos. Conflitos. Motivações. Antagonismo.

– Premissa – Storyline. Plot. Sinopse Geral.

– Estrutura – Duração. Conflito. Tramas e Subtramas.

– Tom e ritmo – As diferentes possibilidades e variantes a serem adotadas.

lampada


Produção audiovisual em série é tema de colóquio em novembro


Ao evidenciarmos o importante papel da Lei da TV Paga, que cria demanda de conteúdos audiovisuais independentes brasileiros, além do avanço de plataformas de streaming (dispositivos esses que abrem perspectivas para a produção descentralizada e para a comercialização de audiovisuais), notamos a importância de discutirmos a produção audiovisual voltada para séries tanto para internet quanto para televisão. Por isso, organizamos o Colóquio Produção audiovisual em série, que será realizado no dia 17 de novembro.

Para abordarmos o tema em questão, o Colóquio propõe um debate com  Ana Luiza Azevedo, diretora, roteirista, produtora executiva e integrante da Casa de Cinema de Porto Alegre, e com Leonardo Garcia, roteirista, produtor, sócio da Coelho Voador e um dos idealizadores do Frapa (Festival de Roteiro Audiovisual de Porto Alegre). O colóquio, realizado em parceria com o curso de Jornalismo da Unifra, será na sexta-feira, 17 de novembro, às 19h, no Salão de Atos de Conjunto I da Unifra, Prédio I (4° andar), entrada pela Rua dos Andradas, 1614.  A entrada é gratuita e a pré-inscrição (para a emissão de certificado) pode ser realizado até o dia 16/11, neste formulário.

Além do colóquio, também teremos um workshop de Criação de webséries com Leonardo Garcia, nos dias 17 e 18 de novembro (sexta e sábado), das 9h30 às 12h e das 14h às 17h30, na nossa sede.  A atividade abordará gêneros e formatos, construção de personagens, conflitos, tom e ritmo para propostas seriadas.

Para quem se interessa pelo tema e quer aprender ou aprofundar seus conhecimentos, pode fazer sua inscrição até o dia 16/11 neste link. O pagamento da taxa, R$ 60,00 (R$ 30,00 meia) deve ser feito na sede da TV OVO, rua Floriano Peixoto, 267, das 14h30min às 18h ou com um de nossos integrantes. A vaga será confirmada mediante o pagamento até dia 16 de novembro.

O colóquio e o workshop integram o projeto Narrativas em Movimento, que tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria.

 

Resumo da programação

Sexta-feira,17/11- 19h

Colóquio Produção audiovisual em série

Debate com Leo Garcia e  Ana Luiza Azevedo

Salão de Atos de Conjunto I da Unifra, Prédio I (4° andar) – Rua dos Andradas, 1614.

Entrada Gratuita.

 

Sexta-feira (17/11) e sábado (18/11)

Workshop Criação de webséries

Com Leonardo Garcia (30 vagas)

Das 9h às 12h e das 14h às 17h

Sobrado Centro Cultural, Rua Floriano Peixoto, 267.

Quanto: R$ 60,00 (inteira). R$ 30,00 – meia (estudantes, idosos, pessoas com deficiência e jovens de 15 a 29 anos carentes – mediante apresentação de documento comprobatório).

 

Conteúdo Programático:

Afinal o que é uma websérie? Onde vive? Do que se alimenta?

– Introdução

– Formatos

– Gêneros

– Como construir uma ideia. Fundamentos básicos. Criando o Mundo da história.

– Exercício

Personagens: a alma do negócio

– Construção de Personagens. Caracterização. Arquétipos. Conflitos. Motivações. Antagonismo.

– Premissa – Storyline. Plot. Sinopse Geral.

– Estrutura – Duração. Conflito. Tramas e Subtramas.

– Tom e ritmo – As diferentes possibilidades e variantes a serem adotadas.

Por Camila Lourenci

cartaz