Notícias

TV OVO ABRE INSCRIÇÕES PARA A OFICINA DE REALIZAÇÃO AUDIOVISUAL


Planos de gravação, enquadramentos, movimentos de câmera, roteiro e edição são alguns dos temas a serem tratados na Oficina de Realização Audiovisual que a Oficina de Vídeo – TV OVO está preparando.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas na sede da TV OVO – Casa de Cultura, sala 26 – das 14h às 18h, até o dia 2 de julho. Serão oferecidas 15 vagas e a taxa única de inscrição é de R$30,00.

As aulas serão ministradas por Marcos Borba. O objetivo da oficina é apresentar noções básicas de teoria e prática audiovisual, além de estimular uma visão crítica e criativa das produções de cinema, televisão e vídeo e também, valorizar aspectos da cultura santamariense. Durante os encontros, que irão ocorrer todos os sábados, até o dia 4 de setembro, das 9h às 12h, serão produzidos pelo menos, três mini-documentários.

A iniciativa faz parte das comemorações dos 14 anos da TV OVO, que ao longo do tempo se tornou uma referência de formação na área audiovisual. Atualmente, com o Focu – Pontão Fomento Cultural, a equipe da TV viaja por Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul ministrando oficinas para integrantes de pontos de cultura.

Serviço:

que: oficina de realização audiovisual

quando: inscrições abertas até o dia 2 de julho.

Início das aulas 3 de julho.

onde: na sede da Oficina de Vídeo TV OVO, na Casa de Cultura, sala 26.

quanto: R$30,00 a inscrição (taxa única)

Informações: tvovo@tvovo.org e (55) 3026 – 3039


TV OVO no XX Festival Nossas Expressões


De 24 a 30 de maio de 2010, acontece em diversos pontos da cidade e no Campus da UFSM , o XX Festival Nossas Expressões. Com o tema Cultura: quem [ e o que ] produz? se insere no debate atual do contexto da produção cultural do Brasil, propondo  problematizações  a cerca do mecenato e demais formas de incentivo, novas formas de atuação e participação.

A TV OVO apoia o festival , e juntamente com o Cineclube Lanterninha Aurélio, promove no dia 27 de maio, as 19h, em frente ao R.U (Restaurante Universitário), a mostra audiovisual TV OVO, segue abaixo  programa da exibição.

1° QUADRA – Direção: Marcos Borba – 18 minutos – Incentivo LIC/SM

KRÉ (balaio em Kaingáng)  – Direção: Francele Cocco e Alexsandro de Oliveira .  Co-produção: Instituto Kaingáng

O TEATRO MÁGICO – cobertura FMPB -  Forum da Música pra Baixar/TV OVO Bar Opinião POA 2009

PARTICIPAÇÃO POLITICA – Animação de 1 minuto feita pelos alunos da TV  p/ projeto Pontão de Cultura Frutos do Brasil

ARGURES – Direção: Érika Prisco e Priscila Costa. Co-produção: PC Viva Iha do Mel, PC Espelho da Comunidade

VELHOS SERESTEIROS – Matéria produzida pela equipe TV OVO no ônibus, para Jornal Futura – Canal Futura

confira programação completa no blog Música.Cinema.Arte.Cultura. Santa Maria. RS

E maiores informações no blog do festival


Focu- Pontão Fomento Cultural: a construção de uma rede de produção audiovisual


Um movimento cultural, vivo e pulsante. Assim são vistos os pontos de cultura, a base do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura. Dança, música, teatro, artes plásticas, audiovisual, cultura digital… enfim, são diversas as formas que a cultura pode ser apresentar. Mas, além de protagonizar o fazer cultural é preciso registrar tudo isso, fazer a memória, e revelar a beleza, cores e sons dos pontos de cultura.

E para desvelar essas histórias e personagens em som e imagem é necessário conhecer e aprender a trabalhar com as ferramentas audiovisuais. Neste sentido é que o projeto Focu – Pontão Fomento Cultural vem complementar a rede: oferecer capacitação aos pontos de cultura, suprindo a carência do conhecimento técnico  dos equipamentos de produção audiovisual.

Pensado por muitas cabeças, o projeto Focu nasceu dessa necessidade, com o objetivo de construir uma rede, alavancar a produção audiovisual da região sul país e estimular a articulação dos pontos de cultura. Apresentado pela Oficina de Vídeo TV OVO, o pontão inicia o trabalho focado no ponto fundamental: a formação.

O processo de formação

Com um formato interdisciplinar, as oficinas são desenvolvidas em duas etapas: 1° com oficinas básicas – roteiro/direção, operação de câmera/direção de fotografia e edição em software livre; 2° com mais três oficinas complementares optativas – interpretação, documentário, áudio (captação e pós-produção), trilha sonora, programação visual, cineclubismo, entre outras.

Desenvolvido dentro de uma formação pedagógica o formato interdisciplinar tem o papel de possibilitar que os conteúdos sejam absorvidos de forma mais rápida e fácil pelos oficinandos. Sempre unindo o pensar e o fazer, a formação do Focu é desenvolvida com um viés reflexivo, onde o que importa não é apenas produzir, mas principalmente refletir sobre o que se produz e como interferimos audiovisualmente na realidade que vivemos.

Cada etapa tem a duração de seis dias, pela parte da manhã e tarde, com exercícios estruturados para unir a teoria e a prática do fazer audiovisual e estimular a produção colaborativa. Entre a 1° e 2° etapa, haverá o acompanhamento via internet, meio pelo qual o oficineiro irá orientar os alunos no desenvolvimento dos roteiros e na produção dos projetos audiovisuais que serão gravados na segunda etapa. Todo o material produzido dentro do trabalho do pontão levará a licença Creative Commons.

Área de atuação

A abrangência do Focu são os estados da região sul do país – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nestes estados foram estabelecidos sete pólos de formação: Santa Maria, Porto Alegre, Rio Grande, Florianópolis, São Francisco do Sul, Curitiba e Londrina. Para auxiliar e otimizar o trabalho em cada pólo, o Focu conta com a disposição dos articuladores locais, os quais são definidos juntos aos pontos de cultura locais.

Na telona

Além de formar e produzir, o pontão também é focado na difusão. Uma sessão cineclubista é organizada em cada pólo que o Pontão Focu vai. As exibições têm o objetivo de abrir o horizonte para as produções audiovisuais feitas pelos próprios pontos de cultura e também para as produções independentes do circuito não comercial. Com a intenção de formar uma roda de debate diversificado, a sessão é composta por filmes da Programadora Brasil, da própria TV OVO, dos pontos de cultura, Ponto Brasil e de outras fontes.

O trabalho de difusão segue após a finalização dos curtas produzidos pelos oficinandos do Focu. A Mostra de Independência do Olhar terá essa função. Pensada como uma intervenção audiovisual, a mostra será realizada no dia 7 de setembro em todos os pólos simultânemente. Guiado por um manifesto, a Mostra tem função de despertar o olhar para outros conteúdos e estéticas.

Documentação e distribuição

Documentar as atividades dos pontos de cultura nas cidades pólos, também é objetivo do Focu. Esse processo irá ocorrer paralelo às oficinas e tem o objetivo de mostrar as experiências e práticas culturais dos pontos nas comunidades onde estão inseridos. Com a finalidade de desenvolver e completar a cadeia da produção audiovisual, o pontão ainda irá gerar três DVDs constituídos com: as produções das oficinas, a documentação realizada pela equipe do Focu e as produções já desenvolvidas pelos pontos de cultura que irão participar das oficinas. A distribuição desse material será gratuita e destinada aos pontos de cultura, parceiros e instituições afins.