Notícias

A cada início um novo “nós”


Não é só um texto que se inicia aqui, é também um novo parágrafo na história dessas pessoas que, cheias de alegria e expectativa, o escrevem. Neste mês entramos como voluntárias e estagiárias para a equipe  da TV OVO e nos juntamos a todos que, durante esses 21 anos, colaboraram e colaboram na escrita desta história.

Somos: Camila Lourenci, estudante de Jornalismo da UFSM; Elena Dias e Francine Nunes, estudantes de Publicidade e Propaganda / UFSM . Três pessoas que hoje sentem o frio na barriga digno de todo grande início.

Assim, por mais que pareça, esse não é um final. Ansiosas para contribuir, descobrir e aprender nessa ninhada, escrevemos um texto de inícios.

Na montagem, Elena, Francine e Camila, respectivamente.

montagem estagiárias


TV OVO realiza oficinas no noroeste do Estado


Durante os dias 23, 24 e 25 de agosto, integraremos a equipe da Mostra Cultural Olhares, uma maratona de três dias com muitas intervenções artísticas e culturais em três cidades da região noroeste do Rio Grande do Sul.

Três de Maio, Independência e Alegria terão sessões de cinema e oficinas de audiovisual comunitário com dispositivos móveis. Os participantes vão poder discutir sobre comunicação comunitária, narrativas audiovisuais e produzir um vídeo durante as atividades da Mostra.

O intuito da Mostra Cultural Olhares é levar para locais distantes da capital e das regiões mais movimentadas culturalmente manifestações artísticas e estimular iniciativas culturais. Na agenda ainda estão incluídas oficinas de teatro, dança, música na educação, contações de histórias e shows musicais. O programação completa pode ser encontrada aqui. Todas as atividades são gratuitas.

O financiamento da Mostra Cultural é do Fundo de Apoio à Cultura FAC RS – Edital Pró-Cultura RS FAC Regional. A realização está a cargo de De Copetti Produções.

 

Por Pedro Lenz Piegas

oficina3

 



Já conhece o Cronicaria?

Cronicaria são crônicas sobre e de Santa Maria a partir do olhar de Marcelo Canellas e Manuela Fantinel. É o olhar santa-mariense sobre o mundo para além dos morros que nos cercam. Um olhar “flaneur”, livre, de quem se acostumou a subir e descer as lombas de uma cidade ondulada.

O projeto se materializa numa publicação semanal de crônicas em uma página online lincada ao site da TV OVO entre 16 de agosto e 30 de dezembro de 2017, num total de 40 crônicas. As quartas-feiras serão da Manuela: o sentimento do mundo, o ímpeto dos sonhos que movem os jovens, os temas que mobilizam discussões atuais, ideias que lembram que o mundo é muito grande para se pensar pequeno. Os sábados serão de Marcelo: histórias que envolvem, memórias que irrompem e questões que, por vezes, alfinetam.

Já viu as recompensas do Cronicaria?

A gente te conta!

GOSTO DE CRÔNICAS: Para R$10 ou mais, tenha teu nome na aba “apoiadores” do projeto.

GOSTO MUITO DE CRÔNICAS: Para R$20 ou mais, além do nome como apoiador, receba 4 crônicas diagramadas prontas para impressão.

AMO CRÔNICAS E POSTAIS: Para R$50 ou mais, além dos itens anteriores, receba um cartão postal com uma ilustração de Elias Monteiro, criada a partir de uma crônica da Manuela Mezomo Fantinel.

BOM MESMO É SUGERIR TEMA DE CRÔNICAS: Para R$100 ou mais, além do nome como apoiador, receba um cartão postal com uma ilustração de Elias Monteiro criada a partir de uma crônica do Marcelo Canellas e sugira um tema de crônica.

EU QUERO É ESCREVER CRÔNICAS: Para R$300 ou mais, além de constar como apoiador da iniciativa, tu poderás fazer um workshop de criação de crônicas com Marcelo Canellas.

As doações  podem ser feitas por cartão ou gerando boleto via a plataforma do Catarse, um site que hospeda projetos de financiamento coletivo. Acesse o link e contribua com essa ideia.

catarse.me/cronicariatvovo

CRONICARIA-site


Seleção de voluntários e estagiários para o segundo semestre de 2017


Que tal integrar nossa equipe?
Iremos selecionar três voluntários e/ou estagiários que estejam cursando Comunicação Social e ou área afim para o segundo semestre de 2017. Como pré-requisito para desenvolver atividades com a gente é preciso ter três turnos livres pela manhã ou pela tarde e, claro, gostar bastante de audiovisual.

As atividades podem contar como estágio curricular ou ACG/ACC para alunos de graduação, conforme regulamento do curso a qual o estudante está vinculado.

As inscrições iniciam no dia 24 de julho e podem ser feitas até 3 de agosto neste formulário. As entrevistas serão de 8 a 10 de agosto. Entraremos em contato por e-mail para agendar o horário.

Vem! :)

voluntáriosvoluntários


Frequências do Interior será exibido na Mostra Sesc de Cinema, na capital


O documentário Frequências do Interior foi selecionado na Mostra de Cinema - Etapa Estadual e será exibido nesta sexta-feira, 09/06, às 19h, em Porto Alegre.

A mostra iniciou no dia 05 de junho e segue até sexta, na Sala Redenção, Cinema Universitário, Avenida Paulo Gama, 110. São 19 filmes gaúchos: 2 longas e 17 curtas, compreendendo animação, ficção e documentário. A mostra tem premiação para um contrato de licenciamento para exibição pública, além de certificar destaques em categorias como roteiro, filme, direção de fotografia, desenho de som, montagem, direção de arte, entre outros.

Na sexta, além do Frequências do Interior, serão exibidos os filmes às MargensDomésticasDiários Daltônicos Piska. Após a sessão terá bate-papo com os diretores Felipe Diniz (Domésticas), Neli Mombelli (Frequências do interior) e Nelson Brauwers (Piska). Confira a programação completa.

 

Arno Schwerz tem o rádio como companheiro de vida. Foi pela rádio que ele acompanhou a Campanha da Legalidade de Leonel Brizola. Foto: Paulo Tavares

 

 

Veja o trailer do nosso documentário.


Com cultura e debate, TV OVO se despede do projeto “Narrativas em Movimento”


Na quarta-feira, 24 de agosto, às 19h, o Auditório João Miguel de Souza, na CESMA, foi sede do terceiro colóquio e último evento do projeto “Narrativas em Movimento”, realizado pela TV OVO com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria. O “Colóquio de comunicação e cultura: política cultural e desentendimento” teve apoio do Programa de Pós-Graduação em Comunicação Midiática da UFSM, do curso de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano e do Observatório Missioneiro de Atividades Criativas e Culturais (Omicult).

O doutor em Comunicação e Culturas Contemporâneas e professor de Políticas Públicas da Universidade Estadual do Ceará, Alexandre Barbalho, foi o convidado pela TV OVO para refletir e debater sobre a cultura e a política cultural na contemporaneidade. A conversa contou com a mediação do Prof. Dr. Cássio dos Santos Tomain (POSCOM-UFSM) e do integrante da TV OVO Marcos Borba. Mais de cem pessoas de diversos âmbitos culturais e estudantis participaram do evento, que suscitou a reflexão sobre os papéis exercidos pelas movimentações culturais, abrangendo as áreas econômicas e sociais.

Com base no pensamento do filósofo Jaques Rancière, Barbalho criticou a vampirização e a cafetinagem da cultura pela lógica do mercado e do social. O professor também ressaltou que o interesse em uma política cultural pede que sejam deslocados os padrões e sejam vistas as manifestações e os movimentos culturais que antes não eram vistos. A temática e seus gargalos no envolvimento dos diferentes movimentos culturais existentes e atuantes no Brasil, motivou a jornalista Marina Martinuzzi, 24 anos, a presenciar o discussão para esclarecer seus pensamentos frente ao tema: “Eu acredito que esse debate sobre desentendimento fala muito sobre as inquietações atuais. O Alexandre trouxe pontos da questão estrutural da cultura, como ela precisa ser entendida e como precisam ser preservados os movimentos de resistência”. Marina atua em alguns coletivos da cidade e valoriza a ideia de que os jovens estão ocupando a política por vias cada vez mais democráticas. “Vejo na fala dele que, enquanto que os movimentos passados traziam o conceito de igualdade, hoje o grande conceito é o legado da representatividade; a igualdade na diferença”, observa a jornalista.

Os eventos que integraram o projeto Narrativas em Movimento, fizeram parte das atividades dos 20 anos da TV OVO, completados em maio deste ano. Os três colóquios realizados visaram fomentar a discussão sobre temas diversos que fazem parte do cotidiano. Por meio da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria, a TV OVO se propôs a trazer nomes que atuam principalmente nas áreas da comunicação social e audiovisual.

Confira abaixo a entrevista que Barbalho concedeu a TV OVO, falando sobre os temas abordados durante o colóquio. Além das temáticas que compuseram sua fala, o pensador comentou sobre o poder do audiovisual como elemento fundamental para a afirmação e disseminação cultural.

https://www.youtube.com/watch?v=pApO_3f5G4o

Texto: Acadêmica de Jornalismo Manuela Fantinel

Fotos: Renan Mattos

Colóquio Comunicação e Cultura