Notícias

Estamos captando recursos para a construção de centro cultural


 

Estamos em busca de captação de recursos para realizar a primeira fase de implantação do Sobrado Centro Cultural, aprovado na Lei de Incentivo à Cultura do Estado, LIC-RS. Empresas com sede no Rio Grande do Sul e que pagam ICMS podem destinar uma parte do imposto ao projeto. Como retorno de divulgação pelo patrocínio, a marca da empresa será veiculada em audiovisuais produzidos em diversas etapas da obra, além de outdoors pela cidade, placa na obra, impulsionamento em mídias digitais, folders de divulgação do projeto e do espetáculo Estação Santa Maria.

Temos até dezembro para captar no mínimo 20% do valor total do projeto, para que a Secretaria de Cultura do Estado conceda a autorização para o início do projeto. O valor aprovado para captação é R$ 896.105,77. A época do ano não é favorável para a equipe, já que a maioria das empresas que costumam patrocinar projetos culturais por meio da LIC-RS já destinaram seu imposto no início do ano. Por isso, estamos buscando empresas que acreditam na proposta e que ainda podem patrocinar a iniciativa neste ano, ou que tenham interesse para colaborar em 2020.

O projeto prevê a recuperação de uma construção centenária na região do centro histórico de Santa Maria. O casarão foi construído por Evandro Ribeiro e 1916. Natural de Caçapava do Sul, engenheiro civil formado pela Escola de Engenharia de Porto Alegre, mudou-se para Santa Maria com o sonho de ser poeta. Ribeiro integrou a Academia Literária Sul-rio-grandense e a Academia de Letras do Rio Grande do Sul. O primeiro dono do sobrado promovia saraus literários no espaço até o começo dos anos de 1920. Em 2010, o jornalista e nosso parceiro, Marcelo Canellas, comprou o espaço e nos doou, no ano de 2016, em comemoração aos nossos 20 anos da associação e centenário do prédio. A ação foi um gesto de apoio ao trabalho social e cultural desenvolvido pela TV OVO.

Além da restauração do edifício, o espaço irá abrigar mais um centro de cultura em uma das regiões mais importantes da cidade. A obra está prevista para ser executada em três fases. A primeira delas, para a qual buscamos recursos no momento, é para a recuperação do imóvel histórico que se encontra atualmente em avançada degradação e sem cobertura. Para isso, prevê a estrutura necessária que deverá abrigar, no primeiro andar, uma biblioteca audiovisual, sala de leitura, museu da imagem e som e um café, e, no segundo andar, uma sala multiuso em que funcionará cineclube entre outras atividades culturais como exposições, encontros e oficinas.

Sobre o espetáculo Estação Santa Maria

O projeto em captação prevê uma contrapartida social que é um espetáculo de contação de histórias para 200 crianças do 5º ano de escolas públicas. Voltado para a educação patrimonial, as atrizes Denise Copetti e Camila Borges encenam personagens do passado e partem da Gare num trenzinho (dimdinho) com a criançada, percorrendo a Avenida Rio Branco, principal rua dos tempos áureos da ferrovia, para reconhecer a história e traços culturais e arquitetônicos de formação de Santa Maria. Das malas elas tiram recordações, relembram o passado, a construção da ferrovia e da Vila Belga, do que o trem trouxe e o que ficou de patrimônio para a cidade. Falam sobre um passado ainda presente em construções, símbolos e memórias. Um patrimônio vivo e que precisa ser reconhecido e preservado.

Sobre a TV OVO

Nossa trajetória iniciou na Vila Caramelo, região Oeste de Santa Maria, a partir de oficinas de vídeo para adolescentes em 1996. São 23 anos de trabalho coletivo como uma associação sem fins lucrativos, o que nos tornou reconhecidos nacionalmente com projetos de Ponto e Pontão de Cultura. Também produzimos filmes premiados e desde o princípio trabalhamos com oficinas de formação audiovisual para jovens, ultrapassando 1,2 mil oficinandos.

Somos peça importante para o cenário cultural da cidade, atuando principalmente no registro da memória santa-mariense a partir da narrativa documental, seja ela material ou imaterial, do campo ou da cidade. Histórico esse que já nos rendeu prêmio como Cultura Viva e Prêmio de Mídia Livre pelo Ministério da Cultura,e  Prêmio Ponto de Memória pelo Instituto Brasileiro de Museus. Também somos tidos como Utilidade Pública pela Câmara Municipal de Vereadores.

Muitas pessoas das mais variadas áreas de estudo e localidades já passaram por aqui. Para que a nossa história continue a crescer e a se consolidar, investimos  na construção do Sobrado Centro Cultural, cujo prédio é tombado como patrimônio histórico do município. A obra como um todo, além de contemplar os espaços previstos na primeira fase (biblioteca audiovisual, sala de leitura, museu da imagem e som, café cultural, sala multiuso para cineclube, exposições e oficinas), pretende restaurar as fachadas leste, sul e norte do prédio eclético de 1916, e reabilitar a fachada do galpão ao fundo de estilo art déco, de 1940. No galpão será construído um prédio de 4 andares com estúdio de cinema/TV, que também se transforma em teatro de arena. Haverá estúdio de áudio e salas destinadas para formações e encontros. Toda a estrutura e trabalho vai girar em torno das diferentes manifestações artísticas, tendo como ênfase projetos sociais voltados para a formação audiovisual, nosso motivo de existir.

 

Nos contate!

Telefone 3026-3039

E-mail sobrado@tvovo.org

Whats 55 9 8413 4435 (Marcos Borba)

facebook.com/tvovosm

instagram.com/tvovosm

Foto de Neli Mombelli


Conheça os projetos que desenvolveremos em 2016


Para 2016, desenvolveremos três projetos via Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria (Lic/SM).

Para que as propostas saiam do papel, necessitamos captar recursos por meio de renúncia fiscal.
A doação pode ser feita por pessoas físicas e jurídicas que destinam 30% dos seus impostos (IPTU, ISSQN e/ou ITVBI) para os projetos culturais.

Buscamos recursos para as seguintes propostas:


Narrativas em movimento – R$ 22 mil

Eventos que trarão realizadores audiovisuais para bate-papos e oficinas sobre temas pouco abordados na produção santa-mariense. A contrapartida será um colóquio no Theatro Treze de Maio com grandes nomes do jornalismo brasileiro, com mediação de Marcelo Canellas. As atividades serão realizadas em abril, maio (mês dos 20 anos da TV OVO) e junho de 2016.

Para abril – Colóquio audiovisual no RS
Mecanismos de fomento e possibilidades de circulação das produções audiovisuais no contexto latino-americano.
Giba Assis Brasil – professor e montador da Casa de Cinema de Porto Alegre
Juan Zapata – diretor e produtor de cinema e ex-diretor do Iecine
Representantes da Film Comission de Garibaldi
Oficinas de direção de fotografia, storyboard e produção executiva no audiovisual

Para maio – Colóquio 100/20 – Jornalismo em tempos digitais
Discutir novas plataformas, agendamento, debate público, grande reportagem e coberturas nesse momento de transformações que estamos testemunhando.
Entre os nomes confirmados estão Mauri Köning e Moisés Mendes, da ZH. Ainda estamos para confirmar Eliane Brum, Caco Barcellos, Juremir Machado e Humebrto Trezzi.

Show com bandas locais em comemoração aos 20 anos da TV OVO.
Lançamento do projeto de restauração do casarão sede da TV OVO, que completa 100 anos em 2016, com a projeção de videomapping por Fernando Krum.

Para junho – Colóquio Comunicação e Cultura
Novos desafios e potencialidades da comunicação, da produção audiovisual e das manifestações culturais em tempos de internet, com Flávia Moraes.


Por onde passa a memória da cidade 2016 – R$ 52.445,20
Produção de dois documentários sobre os distritos de São Valentim e Santo Antão.
Conheça o documentário sobre Arroio do Só, que faz parte da série de registros dos distritos santa-marienses.

Cena Cultural 2016 – R$ 38.915,20
Continuaremos a produção dos episódios sobre os segmentos culturais da cidade de acordo com o plano municipal de cultura. Serão 6 segmentos a serem retratados (Dança, Música, Tradição e folclore, Artes visuais, Artesanato, Memória e patrimônio histórico, artístico e cultural.
Em 2015, produzimos sobre Audiovisual, Livro e literatura, Culturas populares e Teatro e circo.

Como funciona a doação do IPTU (só pode ser feito antes de pagar o boleto e se o pagamento for em cota única).

1º Pegamos o número do imóvel, comprovante de residência do proprietário/responsável, cópia do CPF e RG e autorização assinada para que possamos solicitar a certidão negativa de débitos.

2º Encaminhamos a solicitação na prefeitura. Não pode ter dívida ativa no município (certidão negativa de débitos);

3º Após receber a certidão negativa de débitos, o doador assina um termo de compromisso para que a prefeitura libere um certificado de incentivo.

4º Repassamos o valor referente aos 30% do imposto para serem depositados na conta do projeto a ser beneficiado;

5º Fizemos cópia do comprovante de depósito e encaminhamos para a prefeitura;

6º A prefeitura emite um novo boleto de IPTU com o abatimento dos 30% doados.

7º Você é um incentivador da cultura santa-mariense! E não se preocupe, nós nos encarregamos de fazer toda a burocracia e realizar os projetos.

Caso queira apoiar os projetos da TV OVO, registre seu contato aqui. Ou nos envie um e-mail tvovo@tvovo.org, ou nos ligue 9104 9166 (Denise)/ 8445 5969 (Neli)

videomapping