Notícias

Mostra AUGM: união das universidades Latino Americanas


Nas tardes do 9º SMVC é realizada a mostra da Associação das Universidades do Grupo de Montevidéu (AUGM, ver site), parte do fórum “Entre fronteiras”. A AUGM reúne 25 universidades da América Latina e divide-se em diversos núcleos e comitês acadêmicos. Um deles é o Comitê de  Produção Artística e Cultural, o qual é responsável pela mostra.

Segundo o professor Daniel Morales, Pró-Reitor de Extensão da Universidade Federalde Santa Maria e idealizador da mostra, a exibição audiovisual foi a maneira mais prática encontrada para justificar o trabalho de extensão. Ao comunicar à Associação sobre a intenção de criar essa mostra, o primeiro retorno surgiu da Universidad Nacional del Litoral, de Santa Fé, Argentina. A partir desse contato, passaram a pensar na escolha dos filmes. Um dos critérios é que a produção não fosse parte e nem destinada ao circuito comercial.

A idéia inicial era de que os filmes teriam de ser legendados. Na exibição desta quinta-feira foi diferente. O audiovisual “La Reforma”, fora apresentado sem legendas e com áudio original, em “castelhano”. “Serve para justificar o ‘entre fronteiras’. A falta de legendas atua como uma quebra de barreiras”, explica Morales. Para ser escolhida, a produção deve ter relação com a realidade na qual, as universidades estão inseridas.

O filme argentino trata da reforma universitária ocorrida na Argentina no início do século passado, onde estudantes universitários foram a luta por universidade para todos. “Falar em reforma universitária é falar em reforma social”, define o pró-reitor. Conforme o idealizador “Gerar vínculo entre universidade e comunidade não acadêmica é necessário. De outra forma não teria significado”. Como professores, Gilvan e Daniel percebem que os acadêmicos estão cada vez mais novos e com pensamentos de realizar projetos imediatos e individuais. A esse comportamento, atribuem a desmobilização e despolitização na universidade. “O que vale para a maioria hoje, é o projeto pessoal. O coletivo está esquecido”, relata Daniel Morales.

Dentro de comunidade não acadêmica é possível destacar os parceiros que tornam viáveis o projeto. “A CESMA (ver site) e o próprio SMVC são parceiros fundamentais”, destaca o organizador da mostra, Gilvan Dockhorn. Ele ainda afirma que “não se pode pensar na região centro do estado sem mencionar a UFSM”, e completa ressaltando que em “nenhum momento se fala apenas de produção audiovisual”. A mostra busca projetos culturais que dialoguem com a cultura e identidade local, que tenham a ver com o processo de educação, ou seja, pode ser teatro, literatura ou música. “A intenção é integrar, universidade, comunidade e cultura”, explica Dockhorn.

Confira abaixo, entrevista realizada no dia 31 de agosto, na abertura da Mostra AUGM, no auditório João Miguel de Souza, Centro Cultural CESMA.

[youtube ns9kbQJFSgY nolink]

Texto: Paulo Cadore

Vídeo: in créditos