Notícias

Segurança alimentar e direitos humanos


“A fome é uma doença social, uma deformidade, e não um problema ideológico”, diz a presidente do CONSEA (Conselho de Segurança Alimentar do RS). Ela diz que é preciso garantir o direito humano à alimentação adequada e saudável para todas as pessoas e incentivar a agricultura familiar. Isso porque cerca de 70% do que se come no país é produzido por pequenos agricultores. É ela que proporciona o empoderamento, a autonomia e a emancipação social.

[youtube NS1QuaA6x_Q nolink]

Texto e reportagem: Neli Mombelli