Notícias

o escultor e sua obra


Paulo Celestino do Vale radicou-se em Santa Maria e sempre teve o olhar atento aos transeuntes da cidade. Trabalhando como escultor, transformou figuras conhecidas das ruas centrais do município em obras de arte. Além disso, não esqueceu de suas origens do centro-oeste, retratando personagens que marcaram sua vida. Confira abaixo fotos e entrevista à TV OVO:

REVENDO CERVANTES é inspirada na entrega ao pesonagem DOM QUIXOTE, que um leitor teve, que involuntariamente pega a postura, a posição, o pique do referido personagem

O CEGO NA ESQUINA. A pausa efetuada por um deficiente visual, nas esquinas do mundo, aguardando ajuda para atravessar a rua

ME CHAMOU PATRÃO? é uma crítica contra o sistema previdênciario, que devido aos baixos salarios pagos aos aposentados, os obriga a fazerem bico , limpando quintais, para complementarem suas parcas finanças

-AMOR DA TERCEIRA IDADE, inspirada no carinho de pessoas idosas namorando em uma praça

[youtube -G3QRp4-vqI]


um portal para todos


No dia 13 de maio ocorreu o lançamento do Portal para os Clubes Sociais Negros do Brasil, data em que o Clube Afro-Ferroviário Treze de Maio de Santa Maria completou 108 anos.

A TV OVO esteve presente no lançamento e gravou depoimentos sobre várias temáticas atuais relacionadas ao movimento negro, como música, dança, religião e história.

Confira abaixo e deixe sua opinião:

[youtube zkiQ8g3y9-U]


indígenas discutem políticas públicas em santa maria


A primeira assembleia popular indígena de Santa Maria, a ser realizada no próximo dia 12, quinta-feira, busca discutir a presença indígena no município, assim como debater sobre políticas públicas que beneficiem a diversidade étnica indígena encontrada em Santa Maria.

Quem propôs o encontro foi um grupo que representa as comunidades que vivem em Santa Maria, entre elas a Comunidade Mbyá Guarani do Arenal, Comunidade Kaingang do Acampamento próximo da Rodoviária, Comunidade Kaingang que Comercializa apenas no centro de Santa Maria, Conselho de Articulação Indígena Kaingang – CAIK e o Conselho de Articulação dos Povo Indígena Guarani – CAPIG.

Onde? Auditório do CCSH/UFSM, localizado na rua Floriano Peixoto, 1184; 2º andar

Quando? 12 de maio de 2011 – 8h30 ao meio dia e 13h30 às 18h.

Para mais informações:
Fone: (55) 9613 – 4398
e-mail: gapinsm@yahoo.com.br

_____________________________________________________________________________________________________

PROGRAMAÇÃO

MANHÃ

08h 00min – Recepção/credenciamento e entrega dos materiais;

08h 30min – Abertura dos Trabalhos.

09h 00min – Orientações Gerais aos participantes sobre o andamento dos trabalhos e a

metodologia a ser utilizada.

09: 10h – 1º Painel – TERRA.

10: 40h – 2º Painel – SAÚDE.

12: 00h – Almoço.

TARDE

13h 30min – Reabertura dos Trabalhos.

13h 40min – 3º Painel – EDUCAÇÃO.

15h 00min – 3º Painel – ACESSO A PROGRAMAS E DIREITOS SOCIAIS BÁSICOS.

16h 00min – 4º Painel – POLÍTICAS PÚBLICAS E ETNODESENVOLVIMENTO.

17h 30 – Encaminhamentos Finais.

18h00min – Encerramento das Atividades.


O que as ruas e bairros podem dizer sobre Santa Maria?


Em 2009, lançamos dois documentários, um sobre a Avenida Progresso – atual Avenida Rio Branco – e sobre a Primeira Quadra, como era conhecido o Calçadão de Santa Maria. Ambos fazem parte do projeto ”Por onde passa a memória da cidade” que busca formar um acervo da memória imaterial da cidade, através oralidade e com depoimentos e histórias cotidianas sobre Santa Maria.

Confira abaixo entrevista realizada com Denise Copetti, produtora cultural, e com Alexsandro Pedrollo, um dos primeiros oficinandos da Oficina de Vídeo e atual coordenador do projeto.

[youtube 4YY93FZ78Ec&NR=1 nolink]

Neste ano iremos produzir dois documentários, um sobre o bairro Rosário e outro sobre o Itararé. Fiquem no aguardo!


Criação da Lei Cultura Viva em discussão


No dia 25 de maio será realizada uma Marcha Nacional em Brasília. Com início às 8h, a marcha irá contar com representantes de Pontos de Cultura de todas as regiões do país. O motivo da mobilização é a criação da Lei Cultura Viva, que está relacionada a agentes que já trabalham no Programa Nacional de Cultura, Educação e Cidadania – CULTURA VIVA, criado em 2005 pelo Ministério da Cultura. Saiba mais sobre os objetivos do Programa Cultura Viva:

1 – Ampliar e garantir o acesso aos meios de fruição, produção e difusão cultural;

2 – Identificar parceiros e promover pactos com diversos atores sociais governamentais e não-governamentais, nacionais e estrangeiros, visando um desenvolvimento humano sustentável, tendo na cultura “a principal forma de construção e de expressão da identidade nacional, a forma como o povo se reinventa e pensa criticamente”;

3 – Incorporar referências simbólicas e linguagens artísticas no processo de construção da cidadania, ampliando a capacidade de apropriação criativa do
patrimônio cultural pelas comunidades e pela sociedade brasileira como um todo;

4 – Potencializar energias sociais e culturais, dando vazão à dinâmica própria das comunidades e entrelaçando ações e suportes dirigidos ao desenvolvimento de uma cultura cooperativa, solidária e transformadora;

5 – Fomentar uma rede horizontal de “transformação, de invenção, de fazer e refazer, no sentido da geração de uma teia de significações que nos envolve a todos”;

6-Estimular a exploração, o uso e a apropriação dos códigos de diferentes meios e linguagens artísticas e lúdicas nos processos educacionais, bem como a utilização de museus, centros culturais e espaços públicos em diferentes situações de aprendizagem e desenvolvendo uma reflexão crítica sobre a realidade em que em que os cidadãos se inserem;

7-Promover a cultura enquanto expressão e representação simbólica, direitos e economia;

8-Promover políticas públicas de mobilização e encantamento social.


Para saber mais: http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2011N8759http://pontosdecultura.org.br/post_tag/lei-cultura-viva/ e http://culturadigital.br/leiculturaviva/


lançamento do portal para os clubes sociais negros do brasil


O Clube Afro-Ferroviário Treze de Maio de Santa Maria completa neste 13 de maio 108 anos de existência. Esses anos foram marcados por resistência e pela efetivação do movimento clubista negro no Rio Grande do Sul. Nesta data, haverá lançamento do ”PORTAL PARA OS CLUBES SOCIAIS NEGROS DO BRASIL”.

Essas ações têm apoio da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial do Governo Federal, a SEPPIR.

Para mais informações – vide folder

Fone: (55) 32266082

E-mail: museutrezedemaiosm.nucom@gmail.com