Em tempos de covid-19, por que o distanciamento social é tão importante? março 27, 2020


RS 287, em Santa Maria, no viaduto de acesso à Rosário do Sul, no bairro Juscelino Kubiteschek, dia 26/03. Foto: Paulo Tavares

O mundo vive sob ameaça invisível de um vírus, o Coronavírus. A doença, que recebeu o nome de COVID-19, possui alta capacidade de transmissão, acelerando o contágio. Hoje, com casos confirmados de transmissão comunitária (quando não é possível identificar a origem do contágio) no país, a principal orientação para evitar a propagação do vírus é ficar em casa. É necessário que todos, e não apenas os idosos, se resguardem. Qualquer pessoa, independente da idade, é um possível transmissor do vírus, já que muitos são assintomáticos. Então, primeiramente, é uma questão de responsabilidade social aderir ao distanciamento, conforme as possibilidades de cada um. 

Quanto mais pessoas estiverem em distanciamento social, menor será o número de transmissão, o que torna possível achatar a curva de contágio. Ao achatar a curva, evita-se sobrecarregar e congestionar o sistema de saúde do país. O Jornal Gazeta do Povo traz uma gráfico que elucida a ideia de achatamento da curva. Já uma reportagem da BBC News Brasil aborda a importância do distanciamento social, explicando como se dá a transmissão, além de abordar a situação no Brasil e em outros países

Além disso, ficar em casa permite que indivíduos assintomáticos, ou seja, que não possuem sintomas, e, por isso, podem estar contaminando pessoas sem saber, parem de circular pela região que estão ou vivem. A BBC News Brasil produziu um vídeo explicando como o corona vírus se espalha sem a quarentena. 

A estratégia proposta pelo presidente Jair Bolsonaro no dia 24 de março de 2020, última terça feira, de isolar apenas pessoas infectadas, idosas ou que façam parte do grupo de risco, pode ser uma armadilha. Os mais jovens continuarão circulando e voltando para suas casas, aumentando o risco de infectar familiares idosos e vulneráveis e, também, de comprometer rapidamente o sistema de saúde. O chamado isolamento vertical, foi tema de reportagem do El País Brasil.  

São novas preocupações, nova rotina e novas formas de relacionamento e é em tempos como este que precisamos reforçar o cuidado com a saúde mental. Para não pirar, uma das principais dicas é controlar o fluxo de informações que você recebe sobre o vírus. Aliás, faça das redes sociais sua amiga nesse momento, acompanhe pessoas que te façam bem e mantenha contato com seus amigos e familiares. Aqui vão alguns links com dicas do que fazer: 

Coronavírus: 6 dicas da OMS para controlar o estresse e a ansiedade

7 dicas para idosos cuidarem da saúde mental durante a quarentena

Outro aliado para preencher o tempo são plataformas digitais de entretenimento e seus conteúdos. Veja a lista que preparamos aqui.

Por Lívia Maria

Tags:, , , , ,
Postado por: TV OVO

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.