Notícias

Retrospectiva 2014 da TV OVO – Oficina de Vídeo


Mais um ano encerra-se, e a TV OVO aproveitou para movimentar o cenário audiovisual santa-mariense por meio de suas atividades de oficina e exibições de curtas e produções.

Confira como foi o ano audiovisual da TV OVO:

  • Neste ano foi lançado o documentário A Semi-Lua e a Estrela:

  • Em abril, a TV OVO fez a seleção de atores para um dos grandes projetos da Oficina de Vídeo: o curta-metragem Poeira:

  • Mais uma vez a TV OVO foi convidada para participar da cobertura do Fórum Internacional Software Livre (FISL), em maio:

  • De abril até agosto, a TV OVO produziu a série Espaços Culturais, com sete episódios:

  • A partir de julho, a TV OVO produziu pequenos audiovisuais pré-gravações do curta-metragem Poeira:

  • Em julho, a TV OVO gravou o documentário Arroio do Só, por meio do projeto Por Onde Passa a Memória da Cidade. O curta foi lançado em dezembro no distrito santa-mariense:

  • O coordenador da TV OVO Paulo Tavares ministrou a oficina Escola na Tela, pelo programa Mais Cultura nas Escola, na instituição estadual Augusto Ruschi, do bairro Santa Marta:

Confira algumas notícias que foram destaque:

hourglass-160964_1280


Dois projetos da TV OVO são aprovados na LIC-SM 2015


A TV OVO está com dois projetos aprovados na Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria (LIC-SM): o Por Onde Passa a Memória da Cidade e o Cena Cultural SM. A divulgação ocorreu na manhã desta segunda-feira, 22.

Na sua sexta edição, o Por Onde Passa a Memória da Cidade produzirá, ao longo de 2015, dois documentários, um sobre o distrito de Boca do Monte e outro sobre Arroio Grande. Desde 2008, o projeto leva à telinha memórias que ajudam a contar a história de Santa Maria e como o município se constitui hoje.

Os documentários sobre os distritos tem como foco a história de formação, as principais características sociais e culturais, seu povo e seus costumes. O documentário Arroio do Só, lançado este ano pela TV OVO, é a primeira produção da série que enfoca os distritos de Santa Maria.

O projeto Por Onde Passa a Memória da Cidade recebeu, em 2010, o Prêmio Cultura Viva, do Ministério da Cultura,  e em 2013, a iniciativa também recebeu o prêmio Ponto de Memória pelo IBRAM – Instituto Brasileiros de Museus, para melhorar o acesso e a fruição das produções deste projeto. O valor aprovado para rodar o projeto em 2015 é de R$ 45.400,00.

A série Cena Cultural SM prevê 10 episódios audiovisuais sobre os segmentos artísticos de Santa Maria: teatro e circo; dança; música; tradição e folclore; culturas populares; livro e literatura; audiovisual – cinema e vídeo; artes visuais (artes plásticas, fotografia, artes gráficas); artesanato; memória e patrimônio histórico, artístico e cultural. A proposta é produzir vídeos que tratem da história desses segmentos culturais, que mostrem a sua importância, falem de suas principais atividades e de como estão inseridos no cenário cultural da cidade. O valor aprovado para rodar o projeto em 2015 é de R$ 35.214,00.

Apoie a cultura

Um projeto só se torna realidade se ele consegue captar os recursos necessários para a sua execução. Pessoas físicas e jurídicas podem apoiar projetos culturais aprovados na LIC-SM.

A doação pode ser feita por qualquer pessoa, desde que não possua dívida ativa no município, destinando até 30% do valor do seu IPTU (que deve ser pago em cota única), ISSQN ou ITBI.

Existe também a modalidade patrocínio,  na qual o contribuinte desembolsa mais 10% sobre o valor do apoio e tem o direito de divulgar sua marca junto ao projeto.

Para apoiar, entre em contato com a TV OVO.

Contatos:

tvovo@tvovo.org

(55) 3026 3039 ou (55) 9104 9166 (Denise Copetti – captação)

lic


TV OVO lança documentário sobre o distrito de Arroio do Só


Neste sábado, dia 13, a TV OVO – Oficina de Vídeo promove mostra de cinema no distrito de Arroio do Só, no CTG Victório Mario, às 19h. Durante a exibição, ocorre o lançamento do documentário sobre o distrito santa-mariense, que tem a direção de Denise Copetti e Neli Mombelli.

O documentário Arroio do Só, gravado durante o mês de julho, retrata a localidade que fica ao leste do município, e que teve seus tempos áureos entre a década de 1930 até 1980, quando ainda passava o trem na comunidade. Atualmente, Arroio do Só vive um período em que busca recuperar-se das mudanças por que passou. No audiovisual, são retratadas as histórias, as pessoas, as lendas que carregam os traços da formação identitária de Santa Maria.

Com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria (LIC-SM), o documentário faz parte da quinta edição do projeto Por Onde Passa a Memória da Cidade, da TV OVO.

A mostra no distrito é uma atividade do Ponto de Memória TV OVO, rede que a oficina de vídeo integra desde maio deste ano. Os pontos recuperam e difundem as memórias e os saberes, num movimento de preservação e valorização desse conhecimento.

Além da mostra em Arroio do Só, a TV OVO levará o cinema até Arroio Grande (na Escola Estadual Arroio Grande,RS-511, nesta sexta-feira, dia 12, às 20h), Palma (no Salão Comunitário Santa Terezinha, na Alameda Cândido Brasil Moro, no dia 16, às 20h), e na Boca do Monte (no Sociedade Recreativa Concórdia de Boca do Monte, Rconvite_lançamento_DOC_ArroiodoSoua Euclides da Cunha, 1, no dia 18, às 20h).


Paulo Tavares, idealizador da TV OVO, recebe o Troféu Sérgio Assis Brasil


Com duas décadas e meia atuando com audiovisual, o cineasta Paulo Tavares, idealizador da TV OVO, recebe o Troféu Sérgio Assis Brasil em Sessão Solene da Câmara de Vereadores de Santa Maria. O evento ocorre nesta quinta-feira, dia 4, às 19h, no plenário da entidade.

– Nem caiu a ficha ainda! – diz Tavares com um grande sorriso no rosto.

A homenagem foi instituída pela lei municipal 5263/2009 e é conferida à personalidade de destaque na área cultural de vídeo e cinema. Tavares idealizou a Oficina de Vídeo – TV OVO em 1996, na Vila Caramelo, em Santa Maria. Além disso, ministra oficinas audiovisuais na sede da TV OVO, em escolas e em projetos pelo Estado, país e América Latina. Formado em Direção Cinematográfica e Montagem e Edição de Som pela Escola de Cinema Darcy Ribeiro (RJ), já participou de diversas produções e, recentemente, dirigiu o curta-metragem Poeira (a ser lançado em 2015). 

Em 2012, um dos pioneiros e coordenador da TV OVO, Marcos Borba, também recebeu o Troféu Sérgio Assis Brasil.

Curta_metragem_Poeira_diaria_4_fotos_de_Fernando_Krum07de09-legenda-

 


Documentário de Jorge Furtado é exibido em Santa Maria


O documentário O Mercado de Notícias, do cineasta gaúcho Jorge Furtado, tem exibição em Santa Maria no dia 9 (terça-feira), no Auditório da Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria (Cesma), às 17h e às 19h.

O ponto de partida do audiovisual é inspirado na peça homônima do século 17, do dramaturgo britânico Ben Jonson, que trata, com humor, a então recente atividade: o jornalismo. O longa traz os depoimentos de treze importantes jornalistas brasileiros sobre o sentido e a prática de sua profissão, as mudanças na maneira de consumir notícias, o futuro do jornalismo e casos recentes da política brasileira, em que a cobertura da imprensa teve papel de grande destaque. Após a 2ª exibição, haverá um debate com jornalistas e convidados. A realização é do curso de Jornalismo do Centro Universitário Franciscano, com apoio do Sindicato dos Jornalistas do Rio Grande do Sul e da Cesma.

A entrada é franca e os ingressos devem ser retirados entre os dias 3 e 5 de dezembro, nas recepções do Centro Universitário Franciscano, nos seguintes endereços:

– Conjunto I, rua dos Andradas, 1614

– Conjunto III, rua Silva Jardim, 1175

unnamed

O MERCADO DE NOTÍCIAS

Documentário de Jorge Furtado

Dia 9 de dezembro (terça-feira), 17h e 19h30min

Entrada Franca – Ingressos antecipados

Informações sobre o filme em http://www.omercadodenoticias.com.br/

Sinopse:
O Mercado de Notícias, o filme, traça um painel sobre mídia e democracia, incluindo uma breve história da imprensa, desde o seu surgimento, no século 17, até hoje, destacando seu papel na construção da opinião pública, seus interesses políticos e econômicos. O documentário enfatiza dois aspectos destacados na peça de Ben Jonson: o primeiro o debate sobre a credibilidade da notícia, que inevitavelmente contraria e favorece interesses; o segundo é a necessidade constante e crescente de informações, a demanda por notícias que acaba por se tornar entretenimento. Além dos trechos da peça e de pequenos documentários sobre a história do jornalismo, o filme traz entrevistas com treze grandes jornalistas brasileiros. Estas entrevistas, onde os profissionais compartilham suas experiências e percepções acerca da profissão – presente, passado e futuro – estão também disponíveis aqui no site, em versões ampliadas.