Casa do Poeta de Santa Maria representa os autores locais na Feira do Livro maio 5, 2012


por Gustavo Pedroso e Naiôn Curcino

Que os grandes lançamentos e autores consagrados nacional e internacionalmente são o destaque dessa edição da Feira do Livro não é mistério para ninguém. Apesar deste cenário, existe um espaço que vende apenas livros e publicações de autores da região: é a Casa do Poeta de Santa Maria (Caposm), que conta com uma banca no evento e ajuda a difundir as produções culturais locais .

Criada em 2002 com o objetivo de reunir autores da cidade e região, sua sede fica na Casa de Cultura (Praça Saldanho Marinho). Funcionando sem ajuda de dinheiro público, sua renda vem de uma bimensalidade paga pelos membros e da venda na Feira do Livro – parte do que é arrecadado é destinado à manutenção da Casa, e o restante é dividido entre os os escritores.

Segundo a presidente da Caposm, Haydée S. Hostin Lima, cerca de 30 livros são vendidos por dia no evento. As vendas aumentam quando há lançamentos. Haydée também ressalta que a Caposm tem um público fiel, mas lamenta que o público geral da cidade não valorize o trabalho dos autores locais.

Além disso, neste mesmo espaço existe a seção “Uma moeda por um poema”. A ideia, criada por uma das integrantes do grupo há 16 anos, é uma das mais populares na feira – mais de três balaios com centenas de poemas são vendidos a cada edição do evento. “Cultivamos esse ideia até hoje. São apenas R$ 0,25 centavos por um poema. Muitas crianças compram”, afirma a poeta e professora aposentada, Maria das Graças Py, 64 anos.

Outro objetivo da Caposm é incentivar crianças e adolescentes à leitura. Um exemplo é o trabalho do professor de português e também poeta, Auri Antônio Sudatti, 62 anos. Escritor há 33 anos, ele leva o projeto Brincadeiras e Cantigas Folclóricas às crianças das séries iniciais das escolas da região. Principal tema de suas obras, o folclore está presente também na sua última obra, o livro Coração Criança. “O gênero infantil é o que mais vende, muitas crianças compram nossos livros”, assegura Sudatti.

O projeto de divulgação nas escolas foi o que levou a pequena estudante Luize Camargo, 10 anos, procurar o estande da Caposm na Feira do Livro para comprar o seu exemplar do Coração Criança. Segundo a mãe de Luize, a comerciária Luciana Camargo, 35 anos, o projeto é ótimo para incentivar os pequenos à leitura: “Eu só conheci a Casa do Poeta depois da apresentação do projeto de folclore na Escola Gomes Carneiro, em que a minha filha estuda. A maioria das crianças ficou entusiasmada com os livros”, diz Luciana.

Tags:
Postado por: TV OVO

Comentários

Deixe uma resposta