Oficinas trabalham o audiovisual como forma de expressão janeiro 18, 2012


Durante o ano de 2011, os oficineiros da TV OVO Marcos Borba, Jonathan de Souza, Neli Mombelli, Lucas Jaques, Juan Pablo Soares, Raudrey Petry e Rodrigo Tranquilo desenvolveram o projeto Olhares da Comunidade. A partir dessa iniciativa, que teve o apoio da Lei de Incentivo à Cultura de Santa Maria, a equipe realizou oficinas de produção de vídeo em escolas municipais, com a finalidade de difundir a cultura audiovisual para crianças e adolescentes.

O Olhares da Comunidade começou no início do ano letivo, quando a equipe responsável pela produção entrou em contato com as escolas municipais de ensino fundamental Júlio do Canto, do bairro Camobi, Hylda Vasconcellos, do bairro Campestre do Menino Deus e Castro Alves, da Vila Oliveira. Foram escolhidas localidades em que a TV OVO não havia trabalhado anteriormente, priorizando a descentralização das atividades.

O projeto teve como objetivo fazer com que os jovens tomassem maior consciência das realidades distintas das comunidades onde vivem. Por isso, grande parte das atividades práticas foram na rua, nos arredores da escola. Embora as oficinas funcionassem nas escolas em que os jovens estudam, houve momentos em que eles se encontraram, como na entrega do Troféu Vento Norte na Cesma, premiação recebida pela TV OVO durante o 10° Santa Maria Vídeo e Cinema.

Raudrey dá dicas de operação de câmara durante oficina na E.M.E.F. Hylda Vasconcellos

As oficinas de produção audiovisual são um canal de expressão onde os jovens podem se conhecer, pensar sobre a realidade em que se inserem e dar forma para suas inquietações e opinões por meio do vídeo. Através da apropriação de ferramentas audiovisuais, os jovens passam a ver o vídeo a partir de sua produção e realização, não somente sob o viés do consumo.

Os resultados das atividades são três documentários, um em cada escola, que serão lançados em março deste ano, na nova sede da TV OVO e nos bairros dos oficinandos. Os vídeos foram produzidos pelos próprios oficinandos e retratam as comunidades onde vivem a partir de um olhar peculiar – o deles.

Não perca os lançamentos dos documentários do projeto Olhares da Comunidade. Os filmes serão postados no nosso canal do Youtube após os lançamentos.

Clique nas imagens para ampliar:

Oficineiros Marcos, Jonathan e Lucas - E.M.E.F. Castro Alves

E.M.E.F. Hylda Vasconcellos - Campestre do Menino Deus

Oficinandos da E.M.E.F. Julio do Canto durante gravação de documentário sobre o bairro Camobi

Tags:, , , , ,
Postado por: TV OVO

Comentários

3 respostas para “Oficinas trabalham o audiovisual como forma de expressão”

  1. Oscar disse:

    Achei o máximo, muito sacada essa produção descentralizada, parabéns pros realizadores, produtores e mentores desse projeto tão valioso.

  2. Luiz Antonio Alves de Carvalho disse:

    Sou educador de video em uma escola do municipio de Itaguai e atraves de consulta a Internet me entusiasmei com o projeto para escolas de vcs e quero saber como posemos fazer uma parceria e/ou como posso usar os metodos de vcs para orientar meus alunos.

  3. Marcos Henrique disse:

    Olha eu ali de costas com uma camisa de manga regata cinza cuidando a camera!!!

Deixe uma resposta