Focu- Pontão Fomento Cultural: a construção de uma rede de produção audiovisual abril 28, 2010


Um movimento cultural, vivo e pulsante. Assim são vistos os pontos de cultura, a base do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura. Dança, música, teatro, artes plásticas, audiovisual, cultura digital… enfim, são diversas as formas que a cultura pode ser apresentar. Mas, além de protagonizar o fazer cultural é preciso registrar tudo isso, fazer a memória, e revelar a beleza, cores e sons dos pontos de cultura.

E para desvelar essas histórias e personagens em som e imagem é necessário conhecer e aprender a trabalhar com as ferramentas audiovisuais. Neste sentido é que o projeto Focu – Pontão Fomento Cultural vem complementar a rede: oferecer capacitação aos pontos de cultura, suprindo a carência do conhecimento técnico  dos equipamentos de produção audiovisual.

Pensado por muitas cabeças, o projeto Focu nasceu dessa necessidade, com o objetivo de construir uma rede, alavancar a produção audiovisual da região sul país e estimular a articulação dos pontos de cultura. Apresentado pela Oficina de Vídeo TV OVO, o pontão inicia o trabalho focado no ponto fundamental: a formação.

O processo de formação

Com um formato interdisciplinar, as oficinas são desenvolvidas em duas etapas: 1° com oficinas básicas – roteiro/direção, operação de câmera/direção de fotografia e edição em software livre; 2° com mais três oficinas complementares optativas – interpretação, documentário, áudio (captação e pós-produção), trilha sonora, programação visual, cineclubismo, entre outras.

Desenvolvido dentro de uma formação pedagógica o formato interdisciplinar tem o papel de possibilitar que os conteúdos sejam absorvidos de forma mais rápida e fácil pelos oficinandos. Sempre unindo o pensar e o fazer, a formação do Focu é desenvolvida com um viés reflexivo, onde o que importa não é apenas produzir, mas principalmente refletir sobre o que se produz e como interferimos audiovisualmente na realidade que vivemos.

Cada etapa tem a duração de seis dias, pela parte da manhã e tarde, com exercícios estruturados para unir a teoria e a prática do fazer audiovisual e estimular a produção colaborativa. Entre a 1° e 2° etapa, haverá o acompanhamento via internet, meio pelo qual o oficineiro irá orientar os alunos no desenvolvimento dos roteiros e na produção dos projetos audiovisuais que serão gravados na segunda etapa. Todo o material produzido dentro do trabalho do pontão levará a licença Creative Commons.

Área de atuação

A abrangência do Focu são os estados da região sul do país – Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nestes estados foram estabelecidos sete pólos de formação: Santa Maria, Porto Alegre, Rio Grande, Florianópolis, São Francisco do Sul, Curitiba e Londrina. Para auxiliar e otimizar o trabalho em cada pólo, o Focu conta com a disposição dos articuladores locais, os quais são definidos juntos aos pontos de cultura locais.

Na telona

Além de formar e produzir, o pontão também é focado na difusão. Uma sessão cineclubista é organizada em cada pólo que o Pontão Focu vai. As exibições têm o objetivo de abrir o horizonte para as produções audiovisuais feitas pelos próprios pontos de cultura e também para as produções independentes do circuito não comercial. Com a intenção de formar uma roda de debate diversificado, a sessão é composta por filmes da Programadora Brasil, da própria TV OVO, dos pontos de cultura, Ponto Brasil e de outras fontes.

O trabalho de difusão segue após a finalização dos curtas produzidos pelos oficinandos do Focu. A Mostra de Independência do Olhar terá essa função. Pensada como uma intervenção audiovisual, a mostra será realizada no dia 7 de setembro em todos os pólos simultânemente. Guiado por um manifesto, a Mostra tem função de despertar o olhar para outros conteúdos e estéticas.

Documentação e distribuição

Documentar as atividades dos pontos de cultura nas cidades pólos, também é objetivo do Focu. Esse processo irá ocorrer paralelo às oficinas e tem o objetivo de mostrar as experiências e práticas culturais dos pontos nas comunidades onde estão inseridos. Com a finalidade de desenvolver e completar a cadeia da produção audiovisual, o pontão ainda irá gerar três DVDs constituídos com: as produções das oficinas, a documentação realizada pela equipe do Focu e as produções já desenvolvidas pelos pontos de cultura que irão participar das oficinas. A distribuição desse material será gratuita e destinada aos pontos de cultura, parceiros e instituições afins.

Tags:, , , , , ,
Postado por: TV OVO

Comentários

6 respostas para “Focu- Pontão Fomento Cultural: a construção de uma rede de produção audiovisual”

  1. Rafael Soares disse:

    Olá,

    Gostaria de saber informações sobre as oficinas de documentario e som que vao acontecer essas semanas ai!?

    espero retorno.

    grato

    Rafael Soares

  2. luis tadeu martil fleck disse:

    Quero me inscrever na oficina de animação. como faço pra me inscrev?

  3. Muy interesante la actividad que están desarrollando,
    estamos muy interesados en participar
    del 1º seminario en la proxima semana de diciembre
    y de conocer a personas interesadas como nosotros
    en difundir el arte, diseño y cultura de la frontera
    saludos cordiales

    Mgter. Silvia V. Jordán
    Directora de las Jornadas internacionales de Arte – Educación
    Facultad de Artes
    Universidad Nacional de Misiones
    Oberá – Misiones – Argentina

  4. como faço para ter acesso a formação?

  5. julia disse:

    Olá, Gustavo. Tudo bem? Essa notícia é antiga,
    Atenciosamente.

Deixe uma resposta